Justiça manda para presídio homem que mostrava partes íntimas a crianças em SC

Blumenau – A Justiça converteu em preventiva a prisão em flagrante de um homem de 41 anos que foi pego pela Polícia Civil na tarde desta terça-feira, 10, por atos libidinosos na frente da Escola Adelaide Stark, bairro Itoupava Norte.

Dentro de um veículo estacionado próximo da unidade escolar, ele exibia partes íntimas e se masturbava. Na audiência de custódia realizada nesta quarta-feira, 11, na 2ª Vara Criminal da Comarca de Blumenau, o juiz decidiu encaminhar o suspeito ao Presídio Regional por tempo indeterminado.

As investigações serão finalizadas pela Delegacia de Proteção à Criança, Mulher, Adolescente e Idoso (Dpcami), que encaminhará o material ao Ministério Público.

“Ele falou que é uma compulsão, que faz há cerca de cinco anos. No celular dele foi possível encontrar um vídeo pornográfico evolvendo uma criança”, contou o delegado David Sarraff.

O caso

Na última semana, uma mãe registrou que sua filha de 11 anos foi abordada por um homem conduzindo um Peugeot 307 vermelho, próximo à escola.

O homem chamou a atenção da criança, abriu a porta do veículo e estava se masturbando com a intenção que a criança o visse. Com base nessas informações, a equipe de investigação já identificou o autor no fim do dia desta segunda-feira, 9.

Já nesta terça, por volta de meio-dia, a Dpcami recebeu a notícia de que um homem com as mesmas características e veículo teria abordado outra criança na mesma região, realizando o mesmo tipo de ato. Diante da nova ocorrência e informações coletadas, tanto as guarnições da Polícia Militar e equipe da Dpcami foram ao local do fato.

Uma das equipes da Dpcami fez a abordagem e a prisão do suspeito ainda conduzindo o veículo utilizado nos delitos. Durante a alão, o suspeito permitiu acesso ao seu celular, no qual foi possível encontrar vídeo pornográfico de uma criança.

Em razão disso, ele foi autuado em flagrante pelos delitos de importunação sexual e armazenamento de vídeos de conteúdo pornográfico infanto-juvenil. Em interrogatório o suspeito admitiu as condutas que lhe são imputados e afirmou que há cerca de cinco anos pratica o crime, recordando-se de pelo menos 10 crianças que abordou.

A Dpcami recomenda que os responsáveis legais por crianças residentes ou que estudem na região conversem com seus filhos sobre o ocorrido. Caso sejam identificadas novas vítimas, que procurem a delegacia para atendimento.

Duas crianças de 11 anos, além de uma professora, foram vítimas do exibicionista. Segundo informações da escola, não foi a primeira vez que o ato ocorreu. Ele foi detido e encaminhado à delegacia. A diretora da escola prestou o depoimento aos policiais. (Informações O Município)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.