Justiça mantém prisão de acusado de tentativa de latrocínio em Capinzal

Capinzal – A Justiça da comarca de Capinzal manteve a prisão preventiva de Anderson Lucas dos Santos, 19 anos, acusado de tentativa de latrocínio ocorrida em agosto em Capinzal.

O magistrado indeferiu o pedido de revogação da prisão preventiva tendo em vista que a defesa apresentada não se insere em hipóteses de absolvição sumária, ou seja, o feito deve avançar para a fase de instrução.

Audiência de testemunha arrolada pelo Ministério Público foi marcada para o dia 7 de novembro, às 15 horas, no fórum de Capinzal. As outras testemunhas residentes na comarca serão ouvidas no mesmo dia, às 15h15min. Na oportunidade também haverá o interrogatório do réu.

Anderson Lucas dos Santos foi preso pelas polícias Civil e Militar no dia 31 de agosto. Ele é apontado como um dos autores da tentativa de latrocínio ocorrida na madrugada do dia 07 de agosto em Capinzal em frente a uma casa noturna na Área de Lazer.

Segundo os autos, ao sair de uma festa que acontecia em uma casa noturna da cidade, um casal foi abordado dentro do carro por dois homens que entram pelas portas traseiras, sendo que ambos portavam armas de fogo.

Após anúncio do assalto, houve luta corporal com uma das vítimas, Anderson Murakami, de 38 anos, morador de Campos Novos, que acabou sendo alvejado por um disparo de arma de fogo na cabeça, mas sobreviveu.

O segundo autor é um adolescente, por isso o processo corre em segredo de justiça. Anderson Lucas dos Santos está recolhido junto ao Presídio Regional de Joaçaba.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.