Laudo do IGP sobre acidente fatal em Piratuba deverá ser inconclusivo

Piratuba – Ficará prejudicado o laudo do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Joaçaba em relação ao acidente fatal registrado na noite desta quarta-feira (08) na SC-390 em Linha Serraria, interior de Piratuba.

A afirmação foi feita ao “Michel Teixeira Notícias” pelo perito Alexandre Tobouti, que fez o levantamento da tragédia. De acordo com ele assim que chegou ao local foi constatada que a cena do acidente havia sido mexida, ou seja, os possíveis indícios haviam sido removidos.

Conforme Tobouti ficou impossibilitada a verificação de qual dos envolvidos teria invadido a pista contrária na colisão frontal. “Não encontrei elementos para dizer quem invadiu a pista de quem”, revela. Diante disso, o laudo deverá ser indeterminado. O prazo do IGP para conclusão do laudo é de 30 dias, mas possivelmente ficará pronto antes.

A tragédia foi registrada por volta das 21h45min defronte ao campo de futebol de Linha Serraria. O acidente envolveu uma Ecosport com placas de Capinzal, conduzida por Isaac Alencor Trentin, que nada sofreu, e uma motocicleta CG Titan 150 placa de Piratuba.

O motociclista Wilian Deivid Lopes, 22 anos, recebeu atendimento pelo Corpo de Bombeiros e deu entrada no hospital de Ipira com parada cardiorrespiratória e não resistiu.

De acordo com testemunhas o motociclista foi parar embaixo da Ecosport enquanto o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar prestavam o atendimento, um segundo motociclista também acabou caindo no mesmo local.

A Polícia Militar prestou auxílio até a chegada da Polícia Rodoviária Estadual de Ibicaré que fez o levantamento das possíveis causas do acidente. O IGP de Joaçaba foi acionado para os procedimentos cabíveis.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.