Lideranças trabalham o nome de Jorge Pohl para a secretaria-executiva da ADR Joaçaba

Capinzal – Durante a visita a Capinzal no último sábado (17) onde prestigiou a festa do aniversário de 69 anos do município o deputado estadual Romildo Titon (PMDB) enalteceu a pujança e a representatividade que Capinzal tem perante o cenário estadual. Em entrevista o parlamentar que possui base eleitoral em Campos Novos, e com forte penetração política em Capinzal, falou sobre a Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Joaçaba.

O atual secretário-executivo, Rafael Laske (PSD) é pré-candidato a deputado estadual e deverá deixar o cargo, se não antes, mas até o mês de abril quando deverá se desincompatibilizar. Laske, inclusive, também estava no evento.

Questionado sobre nomes para assumir ADR, Titon disse que até o momento não foi procurado pelas demais lideranças para discutir o assunto.  “Não tem nenhuma articulação, pelo menos eu não fui procurado por ninguém. Eu acho que não é o momento ainda de se discutir isso, tem que se esperar o momento propício quando o cargo vagar”, desconversou o parlamentar.

Entretanto, correm nos bastidores nomes para substituir Laske no comando da ADR. Representantes do partido em Joaçaba trabalham para emplacar Jorge Ronaldo Pohl como secretário-executivo. Contudo, as conversações ainda continuam e, a definição do nome deve passar pelo aval do coordenador regional do partido, o prefeito de Capinzal e presidente da Associação dos Municípios do Meio Oeste Catarinense (AMMOC), Nilvo Dorini e do próprio governador em exercício Eduardo Pinho Moreira.

Conforme uma fonte consultada pela reportagem e que prefere não se identificar, mas que conta com representatividade na legenda, a intenção seria fortalecer o nome de Jorge Pohl, com a nomeação para a ADR, a fim de que ele seja um dos possíveis nomes do partido para a disputa à prefeitura de Joaçaba em 2020.

Atualmente, a coligação entre PSD e PMDB parece estar distante de ocorrer, diante as manifestações de seus presidentes, deputado estadual Gelson Merisio (PSD) e deputado federal Mauro Mariani (PMDB). Mesmo assim, o cenário deverá estar mais claro a partir de março quando os partidos deverão encaminhar os nomes para a sucessão de Raimundo Colombo, ou, como se desenha, de Eduardo Pinho Moreira que cada vez mais vem demonstrando interesse em concorrer à reeleição.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.