Materiais de saúde vindos da China e apreendidos em SC são doados a prefeituras e ao estado

Foto: Divulgação

Estado – Materiais de saúde apreendidos nas últimas semanas pela Receita Federal de São Francisco do Sul, no Norte, foram doados a 17 prefeituras catarinenses na terça-feira (7). Parte também deve ser destinada ao Governo do Estado. São 990 termômetros a laser e 2,2 mil aparelhos digitais de medir pressão vindos da China.

O Governo de Santa informou que ainda deve definir a destinação do material. “A Defesa Civil foi informada dessa doação, porém o material ainda não chegou. Quando o material chegar, será tomada a decisão do encaminhamento para os órgãos essenciais”, informou a Secretaria de Comunicação do Estado.

Já os municípios, além dos insumos doados pela Receita, devem receber materiais distribuídos também pela Secretaria de Estado da Saúde, entre eles ventiladores e macas que já estavam previstos.

O governo informou que comprou R$ 47,2 milhões em equipamentos, inclusive de outros países, que estão a caminho do estado. Esses itens devem auxiliar as cidades a aumentarem, por exemplo, os números de leitos de unidades de terapia intensiva. Conforme a administração estadual, devem ser mais 700 até maio.

O Governo do Estado não detalhou quantos desses materiais são provenientes do país asiático, mas insumos vindos da China chegaram normalmente nos portos catarinenses nas últimas semanas trazidos por importadoras. O trasporte entre os dois países de navio costuma levar cerca de 1 mês.

Diferentemente do que ocorreu em outros estados brasileiros, com cancelamento de venda de produtos vindos da China, em Santa Catarina o prazo de entrega dos equipamentos está dentro do previsto.

Nas últimas semanas, contêineres com milhares de materiais vindos da China também chegaram aos portos catarinenses, mas sem irregularidades de importação.

Movimentação nos portos

Nas últimas semanas, os portos de Santa Catarina têm recebidos muitas cargas de equipamentos e insumos de saúde vindos de outros países. De acordo com três portos procurados pelo G1, não houve alteração na movimentação e chegada de materiais vindos da China, mesmo após o problema relatado por estados do Nordeste e até pelo Ministério da Saúde.

Só no Portonave, em Navegantes, no Vale do Itajaí, contêineres com 17,9 milhões de máscaras, 18 milhões de toucas, 8,6 milhões de luvas, 833 mil compressas de gaze e 742 mil aventais de uso hospitalar chegaram em março. O G1 não conseguiu não conseguiu confirmar até a publicação desta reportagem para quais regiões do país os materiais foram encaminhados.

Materiais disponibilizados pela Receita Federal

Santa Catarina recebe parte de carga de máscaras faciais e testes rápidos de coronavírus

No fim de semana, ao menos 7,7 milhões de máscaras e 500 mil kits de testes de Covid-19 que chegaram aos país pelo aeroporto de Guarulhos (SP) passaram pela equipe alfandegária da Receita Federal de São Francisco do Sul antes de serem encaminhados para outros estados. O trâmite já ocorre em outros períodos, mas foi acelerado por causa da pandemia, segundo a Receita Federal.

Ainda conforme a Receita Federal, os municípios que receberam 490 termômetros e 400 medidores de pressão foram: Joinville, São Bento do Sul, São Francisco do Sul, Campo Alegre, Rio Negrinho, Araquari, Itapoá, Garuva, Balneário Barra do Sul, Itapoá, Jaraguá do Sul, Guaramirim, Corupá, Schroeder, São João do Itaperiú, Barra Velha e Massaranduba.

Já para a Secretaria de Saúde serão doados 500 termômetros e 1,8 mil medidores de pressão. (Informações G1)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.