Moradores de edifício no Loteamento Jacob Dorini estão assustados com a incidência de escorpiões

Capinzal – Moradores de um edifício em Capinzal estão preocupados com a incidência de escorpiões. Os animais peçonhentos começaram a aparecer com frequência de três meses para cá. O edifício Sinfonia está localizado no Loteamento Jacob Dorini. Segundo os moradores, são 32 apartamentos e constantemente os escorpiões são encontrados dentro das unidades principalmente no período da noite.

“Estamos com um problema sério aqui no bairro onde moro. Constantemente encontramos escorpiões dentro de casa, na cama, banheiro e por aí vai”, explica uma moradora que prefere não se identificar. Ela conta que já foi entrado em contato com a Vigilância Sanitária, porém, o problema ainda persiste.

No prédio há várias crianças, o que aumenta ainda mais o risco de picadas. “Graças a Deus não aconteceu nada mais grave, mas pode acontecer”, completa a moradora. O surgimento dos escorpiões nas imediações começou a se intensificar desde quando se elevaram as temperaturas.

“Dedetizamos o prédio e tudo, mas não adianta se a rua e arredores não se tem a mesma atenção”, compara. No entorno há mata fechada, o que pode ser um dos ambientes propícios para o criadouro desses animais. Os moradores andam, nos últimos dias, bastante preocupados e sem saber o que fazer.

Picada:  causa uma dor intensa no local com irradiação pelo membro afetado. A sensação é de queimação, agulhada e latejamento. A picada é semelhante ao de uma vespa ou abelha, ficando inchada e avermelhada. Geralmente as picadas ocorrem nos membros superiores, sendo mais da metade delas (65%) nas mãos ou antebraços.  As principais vítimas são as crianças menores de 14 anos.

Peçonha: como as toxinas escorpiônicas agem estimulando a liberação de neurotransmissores do sistema nervoso autônomo, observa-se alterações sobrepostas tanto da divisão simpática como parassimpática. A intensidade dos sinais e sintomas do escorpionismo depende da dose de veneno.  Desde que socorrida rapidamente, a maioria das vítimas, recupera-se com o tratamento. A gravidade do envenenamento depende não só da dose como a espécie de escorpião, sendo que o veneno do escorpião amarelo (Tityus serrulatus) é o mais potente na América do Sul e no Brasil.

Incidência de escorpiões preocupa moradores

Moradores de edifício no Loteamento Jacob Dorini em Capinzal estão assustados com a incidência de escorpiões http://www.michelteixeira.com.br/moradores-de-edificio-no-loteamento-jacob-dorini-em-capinzal-estao-assustados-com-a-incidencia-de-escorpioes/

Posted by Michel Teixeira Notícias on Wednesday, December 6, 2017

Informações

Nos acidentes moderados e graves, após de 2 ou 3 horas surgem os seguintes sintomas:

– Alteração da temperatura corporal, suor constante e abundante.

– Náusea, vômito, salivação excessiva, dor abdominal e diarreia.

– arritmia do coração (aumento e redução) e alteração da pressão sanguínea (aumento e diminuição),

– Alterações respiratórias podendo ocorrer acúmulo de fluidos no pulmão. Essa é a principal causa dos óbitos.

– Agitação, sonolência, confusão mental

Como os acidentes com escorpiões ocorrem?

Os acidentes acontecem quando frequentemente, as crianças, brincam perto dos refúgios dos escorpiões e, desconhecendo os riscos, resolvem brincar com o animal. Também ocorrem acidentes durante o trabalho quando operários mexem no material de depósito de obras não utilizando a indumentária de proteção adequada (luvas e botas). Às vezes os escorpiões podem entrar nas casas, vindo pela rede de esgoto e se abrigam em sapatos e roupas largadas no chão. Nesse caso, os acidentes ocorrem quando a pessoa vai se vestir ou calçar e acaba prensando o animal, que irá reagir para se defender.

O Brasil registra desde 1988 as ocorrências de acidentes com escorpiões e a cada ano verifica-se um aumento no número de casos.

Como se prevenir e evitar os acidentes com escorpiões?

Os escorpiões são animais noturnos e passam grande parte do seu tempo escondidos da luz, de preferência em locais com abundância de presas (grilos, baratas, cupins, invertebrados em geral). No seu ambiente natural, podem ser encontrados próximos a troncos caídos, em tocas abandonadas, cupinzeiros, embaixo de pedras. Nas áreas urbanas e domiciliares, os escorpiões podem ser encontrados em pilhas de entulho, lixões e rede de água e esgoto, onde proliferam por estarem protegidos de predadores e pela abundância de presas. Evitar esses locais é uma medida de prevenção, assim como, se for necessário, trabalhar nesses locais, devidamente, protegidos.

Siga essas orientações práticas da Secretaria de Saúde da prefeitura paulistana:

– Usar luvas de couro para manipular entulho e material de construção.

– Não mexer em lixo ou entulho acumulado.

– Limpar terrenos baldios próximos à sua casa.

– Colocar telas nos ralos, pias e protetores nas portas.

– Evitar acúmulo de lixo.

– Olhar antes de calçar sapatos e botas.

– Evitar a presença de baratas em casa (alimento dos escorpiões).

– Não deixar grama alta ou mato.

– Evitar manipular escorpiões, e quando necessário, usar pinças e material adequado.

– Manter limpos os comedouros e bebedouros de animais.

Na zona rural, a presença de galinhas pode ser uma boa solução de manejo já que elas se alimentam de escorpiões.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here