Motorista sequestrado em Curitiba é libertado em Ponte Serrada

Ponte Serrada – O drama de um caminhoneiro sequestrado em Curitiba terminou em Ponte Serrada na manhã deste domingo, dia 22. A vítima, de 33 anos, foi encontrada dentro da cabine de um cavalo mecânico Iveco, com placas de Itajaí (SC), com os pés e mãos amarrados.

A Polícia Militar foi acionada por volta das 8 horas para ir até o local, em um posto de combustível nas margens da BR-282. Um homem que passava por perto ouviu gritos de socorro, se aproximou do caminhão, encontrou o condutor e chamou as autoridades.

O motorista relatou à PM que havia carregado três tratores novos na segunda-feira, dia 16, e ficou aguardando o adiantamento do frete até quarta-feira, dia 18, quando saiu da cidade de Montenegro (RS) em direção a Maringá (PR), onde faria a entrega da carga.

No entanto, na quinta-feira, dia 19, por volta das 23 horas, já em Curitiba (PR), um veículo de cor preta parou para atravessar a via preferencial, com dois homens encapuçados e portando arma longa rendendo o caminhoneiro, dizendo “abre a porta e passa pro meio, só queremos a carga”, relatou o motorista.

Ainda de acordo com a vítima, os criminosos verificaram se o caminhão tinha rastreador, ordenando ele a deitar com a cabeça para baixo na cama do veículo. O homem contou ainda que os bandidos seguiram por cerca de três horas com o caminhão. Depois ele foi colocado no porta-malas de um carro, andando por mais cerca de duas horas até chegar a um lugar que imagina ser um sitio.

O motorista prosseguiu relatando que ficou em um quarto escuro, onde lhe forneciam comida apenas no meio-dia e não conversavam com ele. Já nesta madrugada ele foi retirado do cativeiro e novamente colocado no porta-malas de um automóvel, de onde voltou para a cabine do caminhão. Os bandidos, segundo a vítima, rodaram por cerca de mais três horas até abandonarem a vítima em Ponte Serrada.

Além dos tratores, os criminosos roubaram cerca de R$ 300 em dinheiro e 12 cintas de amarar a carga. O motorista foi encaminhado pela PM ao Hospital Santa Luzia para uma avaliação médica, de onde foi liberado após ser medicado com calmante. Nenhum suspeito pelo crime foi identificado até o momento.

(Fonte: Jonathan Coppini)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.