MP apura suposto nepotismo indireto na Câmara de Vereadores de Ouro

Ouro – O Ministério Público da comarca de Capinzal instaurou inquérito civil para apurar possível ocorrência de nepotismo indireto praticado pela presidência da Câmara de Vereadores do município de Ouro.

Conforme o MP, a apuração é referente à nomeação de um sobrinho do prefeito Neri Miqueloto (PSD) para o cargo de Assessor Jurídico do Legislativo

O procedimento foi aberto na última quinta-feira (20) pelo promotor Elias Albino de Medeiros Sobrinho.  A 1ª Promotoria de Justiça deverá notificar as partes para que sejam ouvidas e apresentem documentos. O ato foi publicado no Diário Oficial Eletrônico desta segunda-feira (24).

A nomeação do assessor jurídico ocorreu no início deste ano pelo presidente da Câmara, Claudir Duarte. O Ministério Público pretende se certificar de que a investidura no cargo do assessor não representa a prática de nepotismo, vedada pela legislação.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.