MPF investiga pagamento irregular do Bolsa Família em cidades da região

Estado – O Ministério Público Federal divulgou mais detalhes relacionados aos recursos pagos através do Bolsa Família e que estão sendo investigados por supostas ilegalidades. Entre 2013 e 2016, mais de R$ 26 milhões teriam sido repassados de forma indenização para mais de 7 mil beneficiários somente em Santa Catarina.

Na lista da Promotoria Pública, todas as prefeituras do Alto Uruguai Catarinense têm valores pagos sendo contestados. O Ministério Público está solicitando que as prefeituras façam visitas às casas dos suspeitos para cancelar o benefício, caso confirmada a irregularidade.

Entre os beneficiários catarinenses suspeitos muitos seriam empresários, servidores públicos com família de até quatro pessoas, doadores de campanha e falecidos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.