MS fecha a fronteira após fuga de integrantes do PCC no Paraguai

Mato Grosso do Sul – Após a fuga de detentos ligados ao PCC do Presídio de Pedro Juan Caballero, na fronteira entre o Paraguai e o Brasil, o governo de Mato Grosso do Sul determinou o fechamento da fronteira no município de Ponta Porã, distante 323 km de Campo Grande.

Desde a madrugada, autoridades de segurança reforçaram o policiamento na região e iniciaram a caçada dos fugitivos. Os presos escaparam da cadeia neste domingo (19/01/2020) por um túnel.

Equipes das polícias Militar, Civil e Rodoviária Estadual intensificaram o patrulhamento na região, segundo o governo sul-mato-grossense. Os investigadores localizaram camionetes queimadas, em Sanga Puitã, distrito de Ponta Porã (foto em destaque).

Em entrevista ao site local Campo Grande News, o secretário de Segurança de Mato Grosso do Sul, Antônio Carlos Videira, disse que foi comunicado ainda na madrugada sobre a fuga no Paraguai.

“Imediatamente convocamos todas as policiais da região, Civil, Militar, Polícia Rodoviária Estadual. Também convocamos os policiais de folga. Assim que o dia clareou, até nosso helicóptero foi para lá”, contou.

Segundo ele, as equipes estão mobilizadas em Ponta Porã para o fechamento da fronteira e captura dos foragidos. O principal, na avaliação do secretário, é conseguir com as autoridades paraguaias a identificação dos homens que fugiram.

O secretário afirmou que já se sabe que há “vários brasileiros” no grupo. “A preocupação é grande, porque já vivemos em um clima violento naquela região. São cidades com alto índice de homicídios em 2019”, comentou.
De acordo com a Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, desde a madrugada o Departamento de Operações de Fronteira monitoram as rodovias. Policiais que estavam de folga foram convocados para a região de Ponta Porã. Carros, táxis e ônibus serão abordados e será feita uma varredura para localizar os fugitivos que possam ter vindo para o Brasil.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.