Mulher é ameaçada após companheiro flagrar vizinho saindo do banheiro de sua casa

Capinzal/Ouro – Duas ocorrências de violência doméstica e uma de perturbação do sossego foram registradas pela Polícia Militar entre a noite deste domingo (16) e madrugada desta segunda-feira (17) em Capinzal e Ouro. A primeira, de violência doméstica, foi por volta das 21h15min no Loteamento Parizotto em Capinzal. No local a vítima relatou que teve uma discussão com seu marido por ela ter cedido o banheiro para o vizinho. Que o companheiro dela chegou em casa e encontrou o homem saindo do banheiro, momento em que passaram a discutir, seguido de xingamentos e suposta ameaça de morte. Diante dos fatos a guarnição confeccionou o boletim de ocorrência, orientou a vítima e acionou a Polícia Civil.

Por volta das 2h15min na Vila Anchieta, em Capinzal, houve ocorrência de perturbação do sossego no final da rua Ernesto Hachmann. No local a guarnição constatou som extremamente alto, vindo da área de uma residência. Ao notar a presença da viatura três adolescentes desligaram o som e saíram correndo para o interior da casa apagando todas as luzes.

O responsável pelo local assinou a um Termo Circunstanciado com data e hora marcada para a audiência na comarca de Capinzal. O solicitante quis representar contra o autor dos fatos. Feito o levantamento fotográfico e orientada a vítima sobre os procedimentos cabíveis e apreendido o aparelho de som.

E por volta 3h no Bairro Kleinunbing, em Ouro, o outro caso de violência doméstica. A mulher relatou que o companheiro teria lhe agredido, ameaçado de morte e furtado a carteira dela com documentos e dinheiro, ainda o celular. Contou também que ele levou-a para a mata e com um facão lhe fez várias ameaças e também lhe agrediu com um soco no rosto.

Ao retornarem para a casa o homem revirou o imóvel e, ao localizar a carteira de documentos com 150 reais, documentos e cartão bancário com a senha, mais o celular, deixou o local e os levou consigo os objetos.

Ao ser questionada quanto à representação criminal, a mulher desejava. O homem já não estava mais no local quando a guarnição chegou. A guarnição prestou auxílio para a comunicante até a casa de uma amiga, para poder ficar em segurança, uma vez que seu companheiro possui cópia das chaves da casa e a moradora temia que ele retornasse e então algo pior viesse acontecer.

Diante dos fatos a guarnição confeccionou o boletim de ocorrência, efetuou o levantamento fotográfico, expediu a guia de requisição para realização de exame de corpo delito direto, bem como acionou a Polícia Civil.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.