Negada liberdade a morador de Lacerdópolis acusado de tráfico; defesa quer prisão domiciliar

Capinzal – A Justiça de Capinzal indeferiu o pedido de revogação da prisão preventiva em favor de C.J.C., 41 anos, morador de Lacerdópolis e detido no presídio regional de Joaçaba. A defesa do acusado entrou com pedido de prisão domiciliar haja vista a suposta debilidade de saúde do réu. Diante disso o magistrado solicitou à direção do presídio informações sobre o estado de saúde e as medidas pertinentes ao adequado tratamento. Conforme os autos, o acusado necessitaria de uma intervenção cirúrgica em função de uma suposta hérnia abdominal.

“Assim, não havendo qualquer alteração fática da situação delineada nos autos, INDEFIRO o pedido de revogação da prisão preventiva. Diante dos relevantes fundamentos no sentido de que o acusado C.J.C encontra-se acometido de doença grave, o que pode lhe trazer extrema debilidade, oficie-se ao Diretor do estabelecimento prisional para que, em 48 (quarenta e oito) horas, informe a este Juízo o estado de saúde do acusado e se as medidas pertinentes ao seu adequado tratamento vêm sendo observadas, a fim de esclarecer a situação e para respaldar a análise do pedido de prisão domiciliar”, anotou o magistrado.

Entenda

O juiz Daniel Radünz aceitou denúncia do Ministério Público contra as seis pessoas presas em operação contra o tráfico nos municípios de Lacerdópolis, Ouro e Herval d’ Oeste. A denúncia apresentada pela promotora Karla Bárdio Meirelles é por suposta prática de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Foram denunciados M.S.D., 27 anos, morador de Lacerdópolis; M.A.da S., 32 anos, moradora de Lacerdópolis; M.A.da C., 34 anos, morador de Herval d’ Oeste; C.J.C., 41 anos, morador de Lacerdópolis; P.C.da S., 47 anos, morador de Herval d’ Oeste; e L.C.F.A., 53 anos, morador de Ouro.

Todos foram presos em operação das polícias Civil e Militar realizado no dia 05 de julho. Na ocasião, três dos acusados foram presos em Lacerdópolis, um em Ouro e dois em Herval d’ Oeste. O cumprimento dos mandados de prisão expedidos pela Justiça da Comarca de Capinzal foi realizado por policiais civis com apoio do setor de inteligência da PM de Capinzal e canil do 26º Batalhão de Herval d’ Oeste. Foram apreendidas drogas (maconha e cocaína), arma de fogo, munições, facão, balança de precisão e dinheiro. Conforme a denúncia do MP, as investigações apontam para uma associação criminosa com atividades bem definidas.

Dos denunciados, M.A.da S.,a da Silva teve a prisão preventiva revogada.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.