Nova empresa aceita continuar e terminar obras da SC-467 entre Ouro e Jaborá no prazo previsto

Ouro/Jaborá – O secretário de Estado da Infraestrutura, Carlos Hassler, percorreu nesta quarta-feira (10) a SC-467 que liga Ouro a Jaborá. Hassler teve um atraso no horário previsto devido a uma audiência com a promotoria pública no município de Porto União. O deslocamento ocorreu por terra.

Há poucos dias o Deinfra rescindiu o contrato com a empresa Triunfo, devido a morosidade nos trabalhos que têm prazo até outubro deste ano para serem concluídos. O Estado entrou em contrato com a empresa seguinte na lista da licitação, que aceitou dar continuidade aos trabalhos.

Diante disso, na semana passada, Hassler esteve em Brasília para tratar pessoalmente junto ao órgão financiador. Ele explicou a situação e obteve sinalização positiva para dar continuidade ao trâmite burocrático para dar a ordem de serviço à empreiteira Planaterra.

Acompanhando do superintendente regional do Deinfra, Luiz Felipe Gemelli e da equipe de engenharia, Hassler passou pelo contorno de Jaborá e seguiu em direção à encruzilhada onde um grupo de lideranças e moradores o aguardavam. O responsável pela pasta da Infraestrutura explicou diante do prefeito de Ouro, Neri Miquelotto, e do vice-prefeito de Jaborá, Adelir Inácio, que a empresa com a qual o contrato foi rescindido “está passando por dificuldades, é notório, está no noticiário isso, e está faltando capital para poder realmente tocar a obra. Nesse contexto nós tentamos dar o tempo que foi possível para que eles se organizassem ou superassem a crise financeira para poder tocar aqui, e o que deu para nós negociarmos e prorrogarmos nós fizemos, mas chega um ponto de corte que não como vocês dar mais tempo porque se não a obra não é concluída“.

Hassler disse ainda que passou-se a uma nova fase que foi convocar a segunda empresa colocada no certame licitatório que já nos informou que tem interesse em tocar, que sabemos que tem capacidade para isso, e agora é a gente tocar e fechar essa obra”. Hassler assegurou que os pagamentos estavam sendo feitos religiosamente.

Por fim, destacou que a empresa está ciente do prazo a ser concluída a obra e adiantou que está disposta a trabalhar, inclusive, nos finais de semana, para que até outubro esteja finalizada. O trecho total possui cerca de 27 quilômetros.

Ouça o secretário Carlos Hassler:

 

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.