Novo presidente do Conselho da BRF será eleito no voto

As fundações Petros e Previ decidiram que o comando da BRF será decidido no voto e que foram esgotadas as possibilidades de negociação com o empresário Abilio Diniz em busca de uma chapa de consenso para o conselho de administração que será eleito em 26 de abril.

abilio-diniz1Na prática, isso significa que se o empresário quiser manter alguma participação no colegiado da BRF terá de partir para uma solicitação de adoção de voto múltiplo em assembleia – quando cada acionista distribui os votos que possui individualmente em candidatos, e não em uma chapa fechada. a

O desgaste nas relações entre as fundações e Abilio se acentuou durante o último ano. Para a assembleia de acionistas de 2017, Petros e Previ já tinham manifestado o desejo de modificações na estrutura de comando da BRF.

Segundo pessoas próximas à disputa, há uma diferença na visão de governança de Abilio e dos fundos. Enquanto o empresário entende que os acionistas de uma companhia têm papel importante na proposição da estratégia do negócio, os fundos defendem que essa definição cabe ao conselho de administração – que deve ser composto por membros independentes.

Até o fim da semana passada, havia uma tentativa de negociação entre os acionistas para a formação de uma chapa de consenso, que não evoluiu.

De um lado, Petros e Previ querem Augusto Cruz, presidente do conselho da BR Distribuidora, à frente do colegiado, enquanto que a chapa apresentada por Abilio e pelo conselho traz Luiz Fernando Furlan, herdeiro da Sadia e ex-ministro, para o comando do órgão. (Informações Jornal Valor)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.