OAB identifica falsa advogada durante audiência em Chapecó

Chapecó – Uma audiência em um juizado especial, uma participação duvidosa, uma desconfiança do conciliador, a voz de prisão. Foi assim que mais um caso de exercício ilegal da advocacia foi identificado, registrado na polícia e seguirá pelo devido processo judicial. O flagrante ocorreu em Chapecó, nesta quarta-feira, 7 de fevereiro, em unidade da Primeira Vara do Juizado Especial Civil que funciona na Unochapecó.

Após desconfiança de servidores do juizado, a Ordem dos Advogados do Brasil foi comunicada, através do Comitê Regional do Sistema de Fiscalização, que atua juntamente com a OAB Chapecó. Representantes da OAB foram, então, participar de audiência na qual uma mulher se passava por advogada, ao acompanhar um suposto cliente. Com autorização do juizado, o coordenador do Comitê, Robson Fernando Santos, e o fiscal Douglas Braun participaram da audiência e surpreenderam a falsária, que acompanhava audiências e recebia remuneração.

Ao ser solicitada a credencial da OAB, a falsa advogada desconversou e demonstrou falta de conhecimentos técnicos da advocacia e daí foi identificada a falsidade profissional e lhe foi dada voz de prisão. Em seguida, oficializada a atuação da falsa profissional, a Polícia Militar foi chamada e conduziu a mulher a uma delegacia da Polícia Civil onde foi registrado termo circunstanciado. A partir de agora, a Polícia Civil deve ouvir os conciliadores e encaminhar o termo ao Foro da Comarca.

Outras denúncias

Conforme Robson Santos, na chegada dos representantes da OAB a falsária se apresentou como advogada, mas depois de questionamentos indicou ser preposta e que representava colegas de um escritório de advocacia do Rio Grande do Sul. Quando for concluída a investigação, deverá ser aberto processo no Judiciário por exercício ilegal da advocacia. O dirigente do comitê de fiscalização da OAB acrescenta que foram recebidas denúncias de outras pessoas agindo da mesma forma e que serão apuradas para serem tomadas as medidas iguais. (Extra Comunica)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.