Pai acusa companhia aérea de perder o filho em voo

Criança, que estava sozinha, tinha destino final para Vitória, mas acabou em Curitiba. FOTO: REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Um pai acusa a companhia área Gol de ter perdido seu filho durante um voo da empresa. Wanderson Romão é professor e reside em Vitória, no Espirito Santo. Seu filho tem apenas seis anos e estava no Rio de Janeiro. O pai do menino explica que comprou uma passagem para Vitória, com taxa extra para que o menor fosse assistido durante o trajeto, mas o destino final da criança foi Curitiba.

O erro, cometido pela empresa, que pediu desculpas pelo ocorrido, afirmou que adotará medidas para evitar que a situação se repita. No seu Facebook, Wanderson aponta que seguiu todas as orientações da Gol para que o menino viajasse desacompanhado. “Meu filho foi deixado pela mãe no aeroporto do Galeão (RJ) às 16h e entregue aos funcionários da GOL. Nele foi colocado toda a documentação necessária: Identidade, passagens, e o documento do Juiz que permitia que ele viajasse sozinho apenas para os estados de ES, SP e RJ, aonde temos familiares”.

“Foi as piores horas da minha vida, pois percebi que meu filho havia desaparecido. De maneira racional, tive a sensação de que seria impossível que ele tenha perdido o voo e continuar ainda no Galeão, aeroporto do RJ. Aliás, lembrei que moramos no Brasil, e esse foi meu primeiro ponto de partida. Daí começou o desespero e tive que descobri, onde o meu filho realmente estava”, diz o relato.

Após a confusão, o menino embarcou num voo de volta para o Rio de Janeiro. Assim, Wanderson não pôde passar o aniversário (no sábado, 03), com seu filho.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.