PF deflagra ação contra tráfico internacional de drogas em portos catarinenses

Estado – Uma apreensão de 1.700 kg de cocaína em um porto na Bélgica, em 2018, resultou em uma operação nacional desencadeada pela Polícia Federal nesta terça-feira (27). Em Santa Catarina, a operação foi intitulada The Wall e cumpre 57 mandados judiciais em cinco municípios. O objetivo é desarticular supostas organizações criminosas especializadas na remessa de drogas para o exterior, o que era feito por meio de portos em Santa Catarina e Santos (SP).

Os agentes, em Santa Catarina, cumpriram 33 mandados de busca e apreensão e 24 mandados de prisão nas cidades de Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Blumenau, Ilhota e Itajaí. Além da prisão dos investigados, a Polícia Federal também já realizou a apreensão de veículos e bens dos envolvidos.

Após a apreensão de cocaína no porto de Antuérpia, na Bélgica, no dia 12 de dezembro de 2018, foi possível determinar que a mesma quadrilha foi responsável pela remessa de 558 kg apreendidos no porto de Navegantes, no dia 1º de abril de 2019.

A Receita Federal forneceu informações sobre a movimentação de contêineres nos portos, o que permitiu identificar quais cargas continham a droga.

De acordo com a PF, as organizações investigadas atuavam colocando cocaína em contêineres embarcados nos portos, utilizando empresas de fachada com atuação na logística portuária.

O nome The Wall (A Parede, em inglês) decorre do fato de a droga estar camuflada em meio a uma carga de tijolos, a qual formava uma “parede” dentro do contêiner, dificultando sua localização.

O trabalho é fruto de duas operações em andamento nas delegacias da Polícia Federal em Itajaí e Santos. A operação em andamento em São Paulo também resulta no cumprimento de mandados em outros Estados nesta terça.

A PF recrutou 150 agentes federais para a execução das medidas em terras catarinenses. A operação também contou com o apoio de servidores da Receita Federal e cães farejadores. (Informações ND Mais)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.