PF é acionada para investigar suspeita de compra de votos nas eleições de 2016 em Joaçaba

Joaçaba – O caso envolvendo uma suposta compra de votos na última eleição municipal de Joaçaba, em 2016, foi encaminhado à Polícia Federal em Chapecó (PF). A notícia foi confirmada a Rádio Catarinense por João Spagnol chefe da 18ª Zona Eleitoral. Segundo consta nos autos, no dia da eleição três pessoas foram presas pela Polícia Militar no acesso Adolfo Ziguélli e em seguida levadas para o presídio, de onde saíram depois do pagamento de fiança.

Junto com elas foram encontrados santinhos de um candidato à vereador, dinheiro e mais uma lista com nomes de prováveis eleitores que teriam recebido dinheiro para votar em tal candidato.

As pessoas seriam cabos eleitorais. A Polícia Civil iniciou as investigações e repassou o inquérito para a PF em Chapecó que está apurando os indícios, realizando por exemplo perícias em aparelhos celulares e outros. O chefe do cartório explicou que compra de votos trata-se de crime federal, por isso da necessidade do caso ser repassado para a PF.

Outro caso suspeito de compra de votos, envolvendo um candidato a vice-prefeito, que chegou ser detido, também em Joaçaba, já foi esclarecido. De acordo com ele o processo foi encaminhado ao Juiz Eleitoral que nos próximos dias deverá proferir sentença. (Por Marcelo Santos/Rádio Catarinense)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.