Piratuba implanta sistema de exames de eletroencefalograma e mapeamento cerebral

Piratuba – A partir de agora, todo cidadão piratubense poderá realizar dois exames neurológicos – Eletroencefalograma e Mapeamento Cerebral – que detectam várias doenças e distúrbios do sistema nervoso central, sem nenhum custo e sem precisar sair da cidade. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Vanderlei Weber, até então o prazo de agendamento para realização destes exames em Centros de Referência e a obtenção do laudo demoravam cerca de 20 dias, com custo que variava entre R$ 250,00 e R$ 350,00, dependendo da clínica e do tipo de convênio. “A partir de agora, o paciente não terá custo, nem haverá necessidade de deslocamento. Credenciamos a Clínica Morsch, de Erechim (RS) e o resultado fica disponível em 24 horas”, ressalta Weber.

Os exames do tipo Eletroencefalograma e Mapeamento Cerebral são utilizados para diagnosticar problemas como a epilepsia, demência, perda da consciência, tumores, lesões e edemas cerebrais, hemorragia intracraniana, cefaleias, apneia do sono, Doença de Alzheimer e encefalites, entre outros.

“Todos os exames são a critério clínico, sempre com prescrição de um médico. O Eletroencefalograma é um exame neurológico, não invasivo, que monitora a atividade elétrica do cérebro. Em alguns casos, o paciente necessita realizar outros exames como Tomografia Computadorizada (TC) ou Ressonância Magnética Nuclear (RMN) e correlacionar ao quadro clínico para elucidar o diagnóstico”, explica o secretário municipal de Saúde.

De acordo com Vanderlei Weber, o projeto para implantação do equipamento iniciou há aproximadamente seis meses até a sua implantação completa, nesta semana. “Licitamos um Eletroencefalógrafo Digital, depois credenciamos uma clínica que irá laudar os exames e, por último, as enfermeiras Rita de Cássia Oliveira e Cirene da Silva Carvalho, que irão operar o equipamento, passaram por capacitação”, informa.

“O Eletroencefalograma com Mapeamento Cerebral tem como principal vantagem o uso de tecnologia computadorizada, que oferece resultados com mais qualidade do que os obtidos pelo Eletroencefalograma comum”, explica Cirene. “Nós, como profissionais, sabemos a importância da aquisição de um equipamento para realização de exames dessa complexidade, e o quanto poderá ajudar a população piratubense”, declara a enfermeira Rita de Cássia.

“Precisamos consolidar as políticas públicas de saúde, sempre listando as prioridades para a universalização do SUS”, finaliza Weber. (Com informações da ASCOM)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.