PM registrou diversas ocorrências nas últimas horas em Capinzal; em Ouro teve prisão

Capinzal – A Polícia Militar atendeu no sábado (02) ocorrência de ameaça na rua Domingos Omizollo, Bairro São Luiz, em Capinzal, por volta das 19h30min. No local a mulher relatou que foi ameaçada por um homem, além de ofendida verbalmente. O marido teria presenciado a situação. Em conversa com outro homem, que ouvia música com amigo em casa, teria ouvido barulho parecido com disparo de arma de fogo, que ao ir para fora, começou a ser ofendido pelo homem que disse que quem mandava era ele e que a qualquer momento ele poderia matá-lo com um tiro. Disse ainda que ao sair de casa e voltar encontrou o telhado de sua residência danificado e uma pedra no chão do imóvel.

Por volta das 19h45min, a guarnição foi chamada para ir ao hospital Nossa Senhora das Dores. No local um homem disse que foi agredido por três pessoas com golpes de facão. Para se defender utilizou uma cadeira e que quando foi acionada a PM os autores fugiram. A vítima apresentava um corte na cabeça, um corte no pescoço e diversos arranhões nos braços e no peito. O dono do estabelecimento confirmou os fatos e a ameaça de morte. Foi ele quem entrou em contato com a polícia.

Na madrugada de domingo (03), por volta da 1h45min, no Acesso Cidade Alta, Loteamento Lar Imóveis em Capinzal a guarnição encontro motocicleta Honda CG 150 FAN bastante danificada. O condutor havia sido levado ao hospital pelos bombeiros. Ele precisou ser transferido ao hospital de Joaçaba. Em conversa com os bombeiros esses afirmaram que o motociclista teria sido atropelado por um veículo enquanto estava com sua motocicleta parada ao lado da via. Como não foi possível a localização da dona da moto, ela foi recolhida ao pátio do guincho credenciado.

Por volta das 3h na Rua Domingos Pelegrini, Loteamento Lanhe em Capinzal, a moradora relatou que enquanto dormia escutou um forte barulho na porta da frente de sua casa. Ao levantar se deparou com ex-marido que começou a lhe xingar e logo fugiu do local. Foi causado o dano no vidro da porta da frente que foi quebrado possivelmente por uma pedra.

Por volta das 17h no Loteamento Parizotto, rua Luiz Giumbeli, a guarnição conversou com uma mulher de 20 anos que relatou ter tido uma discussão por ciúmes. Durante a discussão o companheiro dela, de 22 anos, teria lhe ameaçado de morte. Em seguida, já com os ânimos apaziguados, separou algumas roupas e que estava saindo de casa para evitar maiores confusões. A vítima declarou não querer representar contra ele.

Por volta das 19h30min, na Rua Domingos Omizolo, Bairro São Luiz em Capinzal a PM conversou com o morador. Ele disse que chegou em casa por volta das 18h e encontrou a porta aberta, sentindo falta de um televisor 50 polegadas, R$ 4 mil em espécie, um aparelho de videomonitoramento, dez lâmpadas LED e um aparelho decodificador de sinal de TV.

A porta da residência estava aberta, porém não possuía indícios de arrombamento. Diante dos fatos foi feito o levantamento fotográfico e confeccionado o boletim de ocorrência.

Por volta das 19h45min, no Acesso Cidade Alta, Bairro Jardim da Serra em Capinzal, acidente envolveu Gol conduzido por uma mulher. Ela disse que transitava da Cidade Alta ao Centro de e uma motocicleta havia caído na sua frente, então ao frear seu carro, o que estava atrás acabou batendo no dela. Porém, evadiu-se do local, não sendo possível anotar a placa. Ela soube dizer que era um Voyage, modelo antigo, cor chumbo. Diante dos fatos foi feito o levantamento fotográfico, confeccionado o boletim de ocorrência.

Por volta das 23h30min, na Rua Grito do Ipiranga, Bairro Navegantes, em Ouro, caso de violência doméstica. A vítima relatou que há algum tempo vem sofrendo ameaças e agressões do companheiro, pois sempre que ele faz uso de bebida alcoólica fica alterado e agressivo. Que na noite de hoje seus pais foram até sua residência onde todos jantaram e posteriormente à saída de seus pais da residência, o autor dos fatos que tinha ingerido bebida alcoólica se alterou onde de forma agressiva lhe pegou por um braço e posteriormente pelo pescoço, momento este que as três filhas do casal começaram a chorar, então ele teria largado e pegado uma faca ameaçando a vítima de morte. Foi quando então pediu ajuda para seus vizinhos, momento em que o homem se evadiu do local. Durante a confecção do boletim de ocorrência a guarnição visualizou a aproximação do suspeito retornando para casa, momento este, ainda em meio à via foi dada a ordem que ele parasse e colocasse as mãos na cabeça, sendo repetida por mais de uma vez, porém ignorou a ordem policial seguindo em direção à residência, sendo realizado contato físico onde o homem resistiu de forma passiva, sendo então necessária a utilização de força física para a imobilização do suspeito. Ele recebeu voz de prisão e foram conduzidas ambas as partes para a Delegacia de Polícia de Joaçaba para as providências cabíveis.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.