Polícia esclarece morte de jovem no Oeste e prende rapaz de 21 anos, que confessou o crime

Foto: Corpo de Bombeiros

Quilombo – Um rapaz de 21 anos foi preso acusado de assassinar um jovem na madrugada de sábado, dia 15, no município de Quilombo, no Oeste de Santa Catarina. O corpo da vítima, de 23 anos, foi encontrado com sinais de apedrejamento nas margens da SC-157. A Polícia Civil informou ter esclarecido o crime em menos de oito horas.

Segundo as autoridades, por volta da 1h30 houve uma confusão envolvendo alguns participantes de uma festa em um bar no município, onde três pessoas foram colocadas para fora do estabelecimento por uma equipe de segurança.

Logo em seguida, uma quarta pessoa, que também estava no local, seguiu em direção ao trio. Momentos depois, o trio deixou a localidade em um carro, mas o quarto envolvido, que seria a vítima, não retornou ao bar.

Mais tarde, o corpo do homem foi encontrado nas margens de uma pequena via, nas proximidades do evento, com sinais de morte violenta, incluindo esmagamento de crânio e estrangulamento.

O trio suspeito foi encaminhado pela Polícia Militar para a Delegacia de Polícia Civil de Quilombo. Na unidade foram identificadas e ouvidas inúmeras testemunhas. Após diligências em campo, a polícia localizou uma camiseta com vestígios de sangue na casa de um dos membros do trio.

Interrogado, o homem assumiu a autoria do crime, alegando ter entrado em luta corporal com a vítima por motivos pessoais, o que fora confirmado pelos demais.

Uma testemunha disse ter avistado o momento dos fatos e contou que a agressão foi realizada apenas por um homem, sem a participação dos outros dois suspeitos.

Diante dos elementos, a polícia deu voz de prisão ao acusado, de 21 anos, pelo crime de homicídio qualificado. Os outros dois homens ainda poderão responder pela eventual prática dos crimes de favorecimento pessoal e omissão de socorro.

Preliminarmente, de acordo com a Polícia Civil, o Instituto Médico Legal (IML) indicou que a causa da morte foi asfixia, possivelmente causada por estrangulamento.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.