Polícia Militar Ambiental investiga rio “vermelho” em Chapecó

Chapecó – Fotos e vídeos mostrando um rio vermelho circularam por Chapecó na tarde da segunda-feira (5) e chamaram a atenção. As cenas mostram a situação da Sanga Bela Vista, com uma coloração de vermelho vivo, na altura do bairro São Cristóvão, nas proximidades da Avenida Fernando Machado e da Rua Martinho Lutero.

De acordo com o sargento Hilton, da Polícia Militar Ambiental de Chapecó, denúncias foram feitas no fim da tarde da segunda-feira (5) e equipes foram até o local averiguar a situação. Em contato com moradores das proximidades, eles relataram aos policiais que a coloração do rio começou a mudar por volta das 15h, assumindo um tom de vermelho intenso, permanecendo com a cor alterada até por volta das 17h.

“Eles contaram que essa situação tem se repetido pelo menos uma vez por mês”, disse o sargento à reportagem do Diário do Iguaçu. Segundo a PMA, tudo indica que houve o despejo irregular de alguma substância que alterou a cor do riacho. No entanto, quando as guarnições da PMA identificaram o ponto onde o despejo ocorria, a coloração da água já havia se normalizado. As equipes percorreram trechos da sanga – que tem partes canalizadas – mas nada mais foi encontrado.

A Polícia Ambiental reforça que vai continuar investigando o fato para apurar a situação, a origem e autoria do despejo e qual produto foi lançado na água. “O autor pode ser enquadrado pelos crimes de poluição previstos na Lei Ambiental, além de autuação administrativa com a aplicação de multa”, explica o sargento. Dependendo da substância lançada na água, o autor do fato pode ser responsabilizado para reparar os danos ambientais causados. (Fonte: Diário do Iguaçu)

Polícia Militar Ambiental investiga rio “vermelho” em Chapecó

Polícia Militar Ambiental investiga rio “vermelho” em Chapecó https://t.co/uv0sWGmdJt

Posted by Michel Teixeira Notícias on Tuesday, February 6, 2018

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.