Polícia realiza operação em ferro velho clandestino de Água Doce

Água Doce – Na manhã desta quinta-feira, dia 10, a Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar, deflagrou operação em um ferro velho clandestino localizado em um assentamento rural de Água Doce, com a finalidade de averiguar denúncias de possível comercialização irregular de peças automotivas e de posse de arma de fogo.

A investigação foi realizada por policiais da Delegacia de Água Doce e partiu de denúncias dando conta de que, no local, funcionava o comércio não regularizado de peças de veículos, o que motivou a polícia a representar por mandados de busca e apreensão em três residências e também no pátio onde ficavam depositados vários automóveis e motocicletas que, em tese, eram desmontados para a venda individualizada de peças automotivas, tudo de maneira clandestina.

Conforme a polícia, o ferro velho funcionava em uma unidade agrícola disponibilizada pelo Incra, cujo objetivo é a exploração da agricultura local destinada ao sustento familiar, tendo ocorrido, no caso concreto, o desvio da finalidade, já que os policiais não verificaram indícios de agricultura de subsistência familiar, sendo o desmanche de veículos e a comercialização de peças a atividade desenvolvida no local.

Em um matagal próximo a uma das residências, foi encontrado um chassi de motocicleta, sendo que, ao consultar a numeração do referido chassi, constatou-se que se tratava de um veículo com registro de furto/roubo ocorrido na cidade de Catanduvas/SC no ano de 2013. Diante dos fatos, a polícia prendeu em flagrante de Izael da Rosa por crime de receptação.

Por se tratar de uma área física relativamente grande, a operação contou com policiais civis das Delegacias de Água Doce, Treze Tílias, Lacerdópolis, Erval Velho, Ibicaré, Capinzal, dos Setores de Investigação Criminal de Herval d ´Oeste e Joaçaba, da DIC de Joaçaba e também da Polícia Militar de Água Doce.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.