Policial Militar de Santa Catarina está em vídeo machista feito na Rússia

As imagens estão circulando nas redes sociais do mundo. Um grupo de brasileiros gravou o vídeo desrespeitoso e machista com uma estrangeira. Entre os integrantes do grupo está o tenente Eduardo Nunes, que trabalha na PM em Lages e passa as férias na Rússia, durante esse período de Copa do Mundo. Ele está de camiseta branca na imagem.

O comando da Polícia Militar do estado classificou o episódio de lamentável e informou que está abrindo um processo administrativo para apurar a atitude do policial e definir que medidas serão tomadas.

Nas imagens, os brasileiros abordaram uma estrangeira e fizeram ela repetir palavrões que fazem alusão ao órgão sexual feminino, como se fosse um grito de torcida.

Além do tenente, o advogado e ex-secretário de Turismo de Ipojuca, em Pernambuco, Diego Jatobá também aparece no vídeo. A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) fez um ato de repúdio contra esse comportamento.

O vídeo tem provocado muitas reações nas redes sociais. Artistas como Daniela Mercury e Ivete Sangalo chamaram o vídeo de machista e misógeno.

O Tenente Eduardo Nunes foi procurado, mas não atendeu às ligações e nem respondeu às mensagens.

Repercussão

Ainda na manhã desta terça-feira, a PM encaminhou uma nota sobre o ocorrido. Leia na íntegra:

Nota à Imprensa Sobre um vídeo gravado na Rússia, em que um grupo de homens brasileiros desrespeita uma cidadã estrangeira, a Polícia Militar de Santa Catarina esclarece que:

Um policial militar foi identificado como um dos integrantes que aparecem no vídeo; 2.    A corporação não corrobora com este tipo de atitude que é incompatível com a profissão e o decoro da classe,  previsto no regulamento disciplinar,  independentemente de estar em período de férias, folga de serviço ou qualquer outra situação  de afastamento, devendo portanto, responder  por suas atitudes.  3.    Assim que se der seu retorno, a  corporação abrirá  um processo administrativo disciplinar para apurar a conduta irregular do militar. Quartel do Comando-Geral, 19 de junho de 2018.

JOÃO BATISTA RÉUS

Tenente-coronel PM

Chefe Centro de Comunicação Social

(Diário Catarinense)

1 Comentário

  1. Espero realmente que essas pessoas sejam punidas, e que passem vergonha pelo que fizeram, que suas famílias saibam o que fizeram e como se comportaram!!! E especificamente sobre o PM, como pode alguém que exerce tal atividade tenha este tipo de comportamento. É lamentável.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.