Prefeito de Concórdia reduz salários para usar recursos no combate ao Coronavírus

Foto: Divulgação

Concórdia – Medida prevê a redução de 30% do seu próprio salário, além de 20% do subsídio do vice-prefeito e de todos secretários e ainda 10% de redução na gratificação dos cargos comissionados Diante dos impactos econômicos devido ao isolamento social e pensando em conter despesas para que os recursos sejam direcionados às ações de combate ao Coronavírus, o prefeito Rogério Pacheco assinou nesta tarde de sexta-feira, 3, decreto 6.485, que estabelece a redução do seu próprio salário, do vice-prefeito, secretários e todos os comissionados da Administração Municipal.

A redução do subsídio do prefeito será de 30%. Do vice-prefeito e dos secretários, 20%. Além disso, será reduzido 10% da gratificação de todos os cargos comissionados do atual governo. A medida, inicialmente, tem validade por 60 dias. Segundo o prefeito Pacheco, a decisão foi baseada nos impactos econômicos que o município terá neste período de pandemia, devido as medidas de isolamento social. “Estamos em situação de emergência e os casos vem subindo em todo o Brasil. Por isso, é preciso dar exemplo e ser solidário neste momento, para seguir com as ações voltadas ao combate do vírus”, justifica o prefeito. (Ascom/PMC)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.