Prefeitos decidem pela continuidade de apoio ao projeto piloto para recolhimento de animais mortos

Concórdia – Em Assembleia realizada na primeira quinzena de dezembro, os Prefeitos decidiram pela continuidade do apoio ao projeto TEC-DAM (Tecnologias para a destinação de animais mortos), em razão da importância que o Projeto representa para o setor produtivo regional e ao Meio Ambiente.

O recolhimento e processamento de animais mortos na região da Amauc e no Oeste Catarinense está sendo efetuado por meio do Projeto Piloto de Recolhimento de Animais Mortos em Propriedades Rurais em Santa Catarina, autorizado pela Portaria SAR nº 8/2017, de 7 de fevereiro de 2017, emitida pela Secretaria de Estado da Agricultura e Pesca, com amparo na autorização concedida pela Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), e de acordo com regras estabelecidas pela Instrução de Serviço nº 003/2017/DEDSA, da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina – CIDASC. Este apoio ao Projeto também visa contribuir para os estudos científicos desenvolvidos pela EMBRAPA Suínos e Aves, dentro do Projeto TEC-DAM, para mitigar possíveis riscos de retirada de animais mortos nas propriedades produtoras visando garantir a bioseguridade.

Os municípios que integram o Consórcio Lambari já subsidiam o referido projeto desde 2017, sendo que a autorização legislativa expirou em 31.12.2018. “Finalizamos na tarde de hoje a minuta do projeto de Lei que os Executivos Municipais deverão encaminhar às respectivas Câmaras de Vereadores para aprovação autorizando o subsidio”, pontua o Secretário Executivo da Amauc, Roberto Kurtz Pereira.  Diante deste acordo, a Empresa continuará fazendo o recolhimento sem custo para os produtores. (Fabíola Bassi Bordin/Ascom)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.