Presidente da CASAN apresenta em Concórdia resultados do Plano Emergencial

Concórdia – Ao palestrar durante o IV Seminário sobre Água e Desenvolvimento Regional, promovido pela Universidade do Contestado, a diretora-presidente da CASAN, Roberta Maas dos Anjos, apresentou na noite desta sexta-feira os resultados do Plano de Ação Emergencial adotado pela empresa para solucionar problemas que vinham ocorrendo no Sistema de Abastecimento do município. Esta foi a terceira visita da Diretoria a Concórdia desde a posse, em 22 de fevereiro.

À plateia presente no auditório da Universidade a engenheira Roberta mostrou o conjunto de investimentos da empresa no município e os resultados das medidas extras que em 2 de abril foram apresentadas à Prefeitura e à Câmara de Vereadores. Os gráficos mostram que as reclamações de falta de água não somente caíram como praticamente desapareceram, restando apenas problemas pontuais da operação, como vazamentos e eventuais rompimentos de rede.

Todos os compromissos assumidos há 75 dias foram executados ou estão em andamento, como a substituição de redes, instalação de novos quadros elétricos e a implantação de bombas mais potentes. As medidas conseguiram aumentar a pressão e a vazão de 15 bairros mais altos e mais distantes do Centro: Portinari, São Cristóvão, Nossa Senhora Salete, Frei Lency I e II, Posto Cem, Morro do Merlo, Jardim Europa, Vale dos Pinheiros, Bem Viver, Nova Brasília, Guilherme Reich, Vista Alegre, Primavera e Imigrantes.

A engenheira Roberta lembrou que o sistema operacional de Concórdia é o mais complexo dos gerenciados pela Companhia devido à geografia da cidade, com bairros altos e distantes, e ao solo extremamente pedregoso, que dificulta o assentamento de redes. Não por acaso que pelo menos 48% do arrecadado no município é gasto no consumo de energia elétrica necessária para manter as 35 estações de recalque do SAA em operação.

“Por tudo isso que não devemos celebrar estes primeiros resultados, mas avalia-los com calma e ver o que ainda é preciso fazer tecnicamente para aperfeiçoar a operação”, disse a presidente da CASAN. “Há outros investimentos previstos, como a adutora do Merlo, cuja obra está em licitação”.

Tratamento de esgoto

Além das pautas da água, a Presidente também aproveitou o momento para lembrar que o município está às vésperas de receber uma das mais importantes obras de sua história: o Sistema de Esgotamento Sanitário, que entrará em operação no segundo semestre. A Estação de Tratamento está pronta, recebendo os últimos ajustes antes de entrar em pré-operação, quando os moradores serão autorizados a fazer a ligação dos imóveis à rede de coleta.

“Esta é uma obra cara, que aqui em Concórdia foi de quase R$ 50 milhões, gerou transtornos, mas vai melhorar a qualidade ambiental dos rios, elevará os indicadores de saúde da população e valorizará os imóveis dos 11 bairros atendidos”, lembrou a engenheira. “É um dos maiores benefícios que a CASAN poderia oferecer aos moradores de Concórdia”.

A Presidente da Companhia esteve em Concórdia acompanhada dos diretores Administrativo, Evandro Martins, e Financeiro, Ivan Gabriel Coutinho.

Acesse aqui a apresentação 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.