Primo é o principal suspeito de assassinar adolescente de 15 anos em Caçador

Caçador – De acordo com o delegado Ronnie Esteves, responsável pela investigação, a polícia investiga a morte Natiele Camargo Moreira, 15 anos. Um suspeito, de 27 anos, já foi identificado. A garota estava sumida desde 14 de janeiro deste ano. Seu corpo foi encontrado pela Polícia Civil na última quarta-feira, enterrado em um terreno na Vila Santa Catarina, depois de horas de buscas dos agentes e de equipes do Corpo de Bombeiros da cidade.

Segundo a família, a adolescente saiu de casa na noite do dia 14 para encontrar uma prima e um primo, depois disso não foi mais vista. Segundo a família, o primo de Natiele que estava com ela naquela noite é o principal suspeito do crime. O rapaz está preso por tráfico de drogas em Chapecó, no Oeste do Estado.

O que os investigadores sabem até o momento é que a adolescente teria sido forçada pelo suspeito a usar cocaína na noite do crime. As outras circunstâncias da morte ainda estão em apuração, diz Esteves. O delegado não descarta pedir nas próximas horas a prisão preventiva do rapaz.

“Localizei uma testemunha que viu ela junto com o primo e uma prima naquela noite. Vou ouvi-lo para depois decidir sobre o pedido de prisão preventiva do suspeito”, explicou o delegado.

Esteves ainda pretende confirmar a coação do suspeito a Natiele para que ela usasse drogas e até desvendar se, por conta do consumo de cocaína, ela possa ter sido violentada pelo rapaz. A polícia não descarta ainda que outras pessoas tenham participado do crime. O envolvimento da prima que estava com eles naquela noite, de 17 anos, entretanto, está descartado.

“Queremos apurar se há outras pessoas envolvidas diante das circunstâncias em que o corpo foi encontrado, e até para saber se ela foi enterrada viva ou morta. Ela estava enterrada sob várias camadas de pedra, não existia cheiro. A gente supõe que fazer isso sozinho seria muito difícil”, detalha o delegado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.