Processo de seis acusados de tráfico e associação para o tráfico em Lacerdópolis, Ouro e Herval está no final

Capinzal – Está na fase de alegações finais o processo envolvendo seis acusados de tráfico de drogas e associação para o tráfico nos municípios de Lacerdópolis, Ouro e Herval d’ Oeste. Dos seis, uma acusada responde em liberdade. Os demais estão recolhidos ao presídio regional de Joaçaba à espera da sentença.

A Justiça também irá analisar um pedido de revogação da prisão preventiva em favor de C.J.C., 41 anos, feito oralmente na audiência do dia 29 de janeiro deste ano e ratificado nesta quinta-feira (22). A defesa do réu contesta a acusação do MP relacionada a uma balança de precisão apreendida na casa do acusado. No carro dele foram encontrados seis gramas de cocaína. A justificativa de que era usada para fins domésticos e que a posse de tal objeto não configura crime na lei penal, por isso pleiteia a liberdade, ainda sob o argumento de se tratar de réu primário.

Entretanto, em depoimento na fase processual “o réu afirmou ser usuário de drogas e que comercializou cocaína em três oportunidades, pois não tinha mais dinheiro”. Ele afirma que a droga apreendida em seu carro não era de sua propriedade e que teria sido colocada pela Polícia Civil. C.J.C já teve um pedido de prisão domiciliar (devido a uma suposta debilidade de saúde) negado pela Justiça de Capinzal.

A denúncia apresentada pelo MP é por suposta prática de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Foram denunciados M.S.D., 27 anos, morador de Lacerdópolis; M.A. da S., 32 anos, moradora de Lacerdópolis; M.A. da C., 34 anos, morador de Herval d’ Oeste; C.J.C., 41 anos, morador de Lacerdópolis; P.C. da S., 47 anos, morador de Herval d’ Oeste; e L.C.F.A., 53 anos, morador de Ouro.

Todos foram presos em operação das polícias Civil e Militar realizado no dia 05 de julho. Na ocasião, três dos acusados foram presos em Lacerdópolis, um em Ouro e dois em Herval d’ Oeste. O cumprimento dos mandados de prisão expedidos pela Justiça da Comarca de Capinzal foi realizado por policiais civis com apoio do setor de inteligência da PM de Capinzal e canil do 26º Batalhão de Herval d’ Oeste.

Foram apreendidas drogas (maconha e cocaína), arma de fogo, munições, facão, balança de precisão e dinheiro. Conforme a denúncia do MP, as investigações apontaram para uma associação criminosa com atividades bem definidas. Dos denunciados, M.A. da S., teve a prisão preventiva revogada.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here