Produção industrial de SC cresce 10,9% em janeiro

(Foto: Cleber Gomes, A Notícia)

Estado – Santa Catarina fechou janeiro com crescimento de 10,9% na produção industrial em relação ao mesmo mês do ano passado e teve uma pequena queda de 0,1% frente ao mês imediatamente anterior, dezembro, na série com ajuste sazonal, segundo a pesquisa do IBGE. Na comparação com janeiro de 2017, o Estado teve a terceira maior expansão, atrás do Amazonas, que cresceu 32,70% e Pará, 14,10%. No Brasil, a produção industrial em janeiro caiu 2,4% frente ao mês anterior, dezembro, e cresceu 5,7% na comparação com o mesmo mês do ano passado. 

No caso de Santa Catarina, a pequena queda frente a dezembro ocorreu por alguns motivos. Um deles foi o crescimento importante de 1,9% em dezembro frente a novembro. Outras razões são as férias coletivas na maioria das indústrias do Estado em janeiro e ainda o baixo ritmo de crescimento da economia brasileira, considerando que no ano passado o PIB cresceu apenas 1%, embora com melhoras no fim do ano.

Santa Catarina fechou janeiro com crescimento de 10,9% na produção industrial em relação ao mesmo mês do ano passado e teve uma pequena queda de 0,1% frente ao mês imediatamente anterior, dezembro, na série com ajuste sazonal, segundo a pesquisa do IBGE. 

Na comparação com janeiro de 2017, o Estado teve a terceira maior expansão, atrás do Amazonas, que cresceu 32,70% e Pará, 14,10%. No Brasil, a produção industrial em janeiro caiu 2,4% frente ao mês anterior, dezembro, e cresceu 5,7% na comparação com o mesmo mês do ano passado. 

No caso de Santa Catarina, a pequena queda frente a dezembro ocorreu por alguns motivos. Um deles foi o crescimento importante de 1,9% em dezembro frente a novembro. Outras razões são as férias coletivas na maioria das indústrias do Estado em janeiro e ainda o baixo ritmo de crescimento da economia brasileira, considerando que no ano passado o PIB cresceu apenas 1%, embora com melhoras no fim do ano.

Terceira maior alta do país

Segundo o levantamento, no acumulado de 12 meses, a produção da indústria de SC teve alta acumulada de 4,9%, a terceira maior do país, atrás do Pará, que avançou 10,10% devido à indústria extrativa, e o Amazonas, que cresceu 6,1% graças à retomada na zona franca de Manaus.

A expectativa para este ano é de crescimento da produção industrial, mas nada de retomada muito robusta porque o ritmo da economia está devagar. Uma prova disso foi a inflação oficial de fevereiro, o IPCA, divulgado nessa sexta-feira pelo IBGE, com alta de penas 0,32%, a menor desde 2000. Diante disso, cresce a expectativa de um novo corte na taxa básica de juros Selic pelo Banco Central, reduzindo para 6,5% ao ano.  (Estela Benetti/DC) 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.