Professora presa em operação contra o tráfico é afastada de escola em Joaçaba

Lacerdópolis – A secretaria de estado da Educação publicou portaria afastando, sem remuneração, uma professora contratada em caráter temporário (ACT) que lecionava com regime de trabalho de 20 horas na escola de educação básica Governador Celso Ramos de Joaçaba.

A portaria tem efeito a partir de 05 de julho e tem por base o cumprimento de prisão preventiva pela proferida conforme decisão da 2ª Vara da comarca de Capinzal. Confira na íntegra a portaria:

PORTARIA P/2042 de 13/07/2017 AFASTAR, sem remuneração, do cargo de Professor, contratado em caráter temporário, [nome suprimido], matrícula nº 979.430.1.01, com regime de trabalho de 20 (vinte) horas semanais, com exercício na EEB Governador Celso Ramos, município de Joaçaba, a partir de 05/07/2017, para cumprir prisão preventiva proveniente de decisão judicial proferida nos autos [suprimido] da 2ª Vara, Comarca de Capinzal, conforme os autos ADR07 2134/2017”.

A professora, recentemente, teve o contrato de estagiária rompido com o município de Lacerdópolis. Ela foi presa em operação da polícia contra o tráfico de drogas desencadeada na manhã do último dia 05 nos municípios de Lacerdópolis, Ouro e Herval d’ Oeste. Seis pessoas foram presas, sendo três em Lacerdópolis, uma em Ouro e duas em Herval d’ Oeste. O cumprimento dos mandados de prisão expedidos pela Justiça da Comarca de Capinzal foi realizado por policiais civis com apoio do setor de inteligência da PM de Capinzal e canil do 26º Batalhão de Herval d’ Oeste.

Foram apreendidas drogas (maconha e cocaína), arma de fogo, munições, facão, balança de precisão e dinheiro. Os suspeitos foram apresentados à imprensa pelo delegado regional Daniel Régis, acompanhado dos delegados Fernanda Gehlen da Silva, André Cembranelli e Deyvid Tranche Lima que também trabalharam na operação. Conforme o delegado Régis, as investigações apontam para uma associação criminosa com atividades bem definidas. Os detidos estão preventivamente recolhidos ao presídio regional de Joaçaba à disposição da Justiça.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.