Projeto Campo Futuro levanta custos de produção agropecuária em Santa Catarina

Estado – Dois municípios de Santa Catarina receberam, nessa semana, o projeto Campo Futuro, promovido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), em parceria com o Sindicato Rural de Videira e Sindicato dos Produtores Rurais de São Miguel do Oeste. O projeto tem por objetivo levantar o custo de produção das principais atividades agropecuárias do agronegócio brasileiro, tendo como parceiros instituições de pesquisa, Federações e Sindicatos Rurais.

O critério de definição das atividades agropecuárias e respectivas regiões está baseado na necessidade de atualização das informações, bem como na inclusão de novos polos produtivos. Nesta etapa foram realizados painéis de levantamento de custos da Avicultura de Corte e Suinocultura Integrada (Unidade Produtora de Leitão), em Iomerê/SC. Em São Miguel do Oeste, ocorreu painel de levantamento de custos da Suinocultura Integrada (Unidade Terminação). Os painéis foram coordenados por Paulo Henrique Silva e Paiva e Liliam Fontes Grossi Lino da empresa Labor Rural, parceira na execução do projeto.

Os participantes dos painéis são produtores rurais e técnicos que identificam, mediante debates e preenchimento de planilhas específicas, o sistema de produção local, bem como seus custos diretos e indiretos.

O presidente do Sistema Faesc/Senar José Zeferino Pedrozo destaca que o objetivo do Campo Futuro é aliar a capacitação do produtor à geração de informações estratégicas do setor rural, contribuindo para tomar decisões assertivas no campo. “Além disso, é importante para o acompanhamento sistemático da evolução dos custos de produção regionais e de análises sobre a rentabilidade das atividades agropecuárias. O projeto possibilita o gerenciamento de preços e do comportamento da produção”, complementa.

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Videira, Juarez Bolsani, os dados levantados no Campo Futuro servem como parâmetro para que os produtores rurais possam organizar suas produções e lutar por preços melhores. “Os painéis foram um sucesso. Os produtores rurais participaram e esclareceram dúvidas. Além disso, esses momentos aproximam o relacionamento entre os produtores e a CNA, Federação e Sindicato Rural, demonstrando o importante trabalho que vem sendo feito em favor do setor em todo o País”.

NOVOS PAINÉIS

Na terça-feira (28) ocorrerá o painel de levantamento dos custos de produção de cereais, fibras e oleaginosas (milho, soja e trigo), em Xanxerê, das 14h às 18h, na sede da empresa Sementes Bortoluzzi e na quarta-feira (29) o projeto será promovido em Campos Novos, das 14h às 18h, na sede do Sindicato Rural do município. Na quinta-feira (30),ocorrerá o painel de levantamento dos custos de produção de cereais, fibras e oleaginosas (arroz), em Tubarão, das 14h às 18h, na sede do Sindicato Rural de Tubarão.

Os painéis serão coordenados por Alan Fabricio Malinski (CNA) e os técnicos, Renato Garcia e Júlio Natalino do CEPEA, parceira na execução do projeto. (MB Comunicação)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.