Radiografia em presídios femininos de SC aponta redução de detentas no primeiro semestre

A Defensoria Pública de Santa Catarina realizou uma radiografia nas 13 unidades prisionais do Estado. Durante os meses de maio a julho, a força-tarefa analisou os processos criminais e de execução penal de mil mulheres. Como resultado efetivo, houve uma redução da população para 964 detentas. Deste contingente, constatou-se que 437 tinham filhos menores de 12 anos.

Após o levantamento foram encaminhados 373 pedidos à Justiça, sendo 175 de prisão domiciliar e 112 de indultos entre as maiores demandas. Também foram identificados 56 pedidos de substituição de penas (comutação), de transferências, de prescrição e até um pedido de interdição parcial de unidade prisional. A coordenação da força-tarefa ficou a cargo dos defensores públicos Caroline Kohler Teixeira e Felipe Schimtz da Silva. (DC)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.