Saiba como funciona o novo cálculo de descontos do INSS

Com a reforma da Previdência já em vigor, novas regras devem mudar a vida dos trabalhadores. Uma das mudanças mais importantes são as novas alíquotas dos descontos do INSS. Com a medida, que só vai passar a valer em março de 2020, o valor de contribuição poderá ser diminuído, especialmente entre os que recebem salários mais baixos.

Esse fato ocorre porque o novo cálculo leva em conta cada faixa de ganhos, e não apenas o valor total. Hoje, há três percentuais de contribuição para o empregado da iniciativa privada: 8%, 9% e 11%. Com a reforma da Previdência esses percentuais vão variar de 7,5% a 14%.

Com isso, uma pessoa com salário de R$ 2.000, por exemplo, que contribuía com R$ 180 sob a regra antiga, ou seja, 9% do valor total de seus rendimentos, vai ter o desconto reduzido para R$ 165,03 com a reforma, ou 8,25% de desconto efetivo.

A redução acontece devido ao fato de que, dos R$ 2.000 de ganhos, serão descontados 7,5% relativos a primeira faixa, que incide sobre os rendimentos até R$ 998, em um total de R$ 74,85 de desconto. Já os R$ 1.002 restantes no cálculo, entram na segunda faixa de descontos, que é de 9%, totalizando os outros R$ 90,18 da contribuição.

Para facilitar a vida dos contribuintes, o governo lançou uma ferramenta virtual, onde cada trabalhador pode inserir o salário que ganha e descobrir qual é o atual e qual vai ser o futuro desconto, além de detalhar como funciona a nova fórmula.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.