Saiba como votaram os deputados catarinenses na denúncia contra Temer

A maioria dos deputados federais de Santa Catarina votou a favor do presidente Michel Temer (PMDB) na sessão da Câmara dos Deputados desta quarta-feira (02). Para aceitar o parecer da Comissão de Constituição e Justiça, que havia emitido parecer contrário à admissibilidade da denúncia contra o presidente, os deputados tinham que votar “sim”; para votar contra o parecer e a favor da denúncia, a opção era o “não”.

Dos 16 deputados federais catarinenses, nove votaram a favor de Temer e sete votaram contra. Até a publicação desta matéria, a votação ainda prossegue na Câmara de Deputados.

A votação foi nominal e cada deputado teve 15 segundos em plenário para defender seu voto. Na bancada catarinense, todos os deputados do PT, PP, PR e PPS votaram “não” ao relatório e a favor da denúncia. PMDB e PSD votaram “sim” ao relatório e contra a denúncia. O PSDB ficou dividido: uma deputada votou “não” e o outro “sim”.

A bancada nacional do PSDB havia orientado que os deputados votassem a favor da denúncia contra Temer. A deputada Geovânia de Sá (PSDB) seguiu com o partido, enquanto que o deputado Mauro Mariani (PSDB) votou a favor do presidente. As bancadas nacionais do PP e PR orientaram que seus deputados votassem “sim” – a favor de Temer, mas em Santa Catarina os deputados Esperidião Amin (PP), Jorge Boeira (PP) e Jorginho Mello (PR) optaram por contrariar a orientação e votaram contra Temer.

Votaram “não” ao relatório Carmen Zanotto (PPS), Décio Lima (PT), Esperidião Amin (PP), Geovânia de Sá (PSDB), Jorge Boeira (PP), Jorginho Mello (PR) e Pedro Uczai (PT). Votaram “sim” ao relatório Celso Maldaner (PMDB), Cesar Souza (PSD), João Paulo Kleinübing (PSD), João Rodrigues (PSD), Marco Tebaldi (PSDB), Mauro Mariani (PMDB), Rogério Peninha Mendonça (PMDB), Ronaldo Benedet (PMDB) e Valdir Colatto (PMDB). (ND Online)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.