Santa Catarina mira expansão de mercados internacionais

Desde que foi reativada, no início do governo de Carlos Moisés, a Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais tem trabalhado com um objetivo de longo prazo: garantir a sustentabilidade e a expansão das exportações catarinenses. Para isso, um trabalho de prospecção e relacionamento com diplomatas e empresários vem sendo desenvolvido. Principais compradores dos produtos catarinenses, americanos e chineses, que juntos respondem por mais de 30% das exportações, já receberam os representantes do governo estadual nas embaixadas de Brasília para tratar do comércio exterior.

De acordo com o secretário de Assuntos Internacionais, Derian Campos, o foco está naquelas que serão as dez maiores economias mundiais em 2030. Entre os principais produtos catarinenses vendidos para os americanos, estão itens como partes de motor, móveis, materiais para carpintaria e madeira compensada. No caso dos chineses, a pauta exportadora está mais baseada no agronegócio: carne suína, carne de frango e soja.

O trabalho, porém, não fica restrito aos maiores parceiros comerciais. A comitiva catarinense também já foi recebida na embaixada da Índia e tem encontro programado com os representantes do Japão em Brasília. Os japoneses também compram carne suína de Santa Catarina, em especial cortes de alto valor agregado. Parceiros mais próximos, como México e Argentina, também estão no radar. No casos dos argentinos, a expectativa é por uma retomada econômica, que fará com que as vendas para o país vizinho voltem a crescer.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.