Santas Missões deixam legado de fé em Lacerdópolis

Os Freis Missionários Capuchinhos encerraram neste domingo (26) o período de Missões nas 13 comunidades que fazem parte da Paróquia São Francisco das Chagas, em Lacerdópolis. Durante as duas semanas, foram intensos momentos de fé, oração, prática do amor, fortalecimento da família, caridade e vivência de acordo com os ensinamentos da Sagrada Escritura.

O coroamento das Santas Missões foi realizado na manhã de domingo (26) com uma linda celebração presidida por Dom Frei Mário Marquez, bispo da Diocese de Joaçaba e concelebrada pelo padre Marcos Roberto Medeiros e os Freis Missionários João Paulo, Daniel, Roque, Vanderlei e Pedro. Na oportunidade, houve uma procissão de entrada com a presença de representantes e os padroeiros de todas as comunidades da Paróquia.

Para Padre Marcos Roberto Medeiros, pároco de Lacerdópolis, as Santas Missões Capuchinhas despertaram um novo ardor missionário na comunidade. “Os Freis Missionários conseguirem, por meio das suas pregações, despertar em nossa comunidade um novo momento de Missão internalizando em cada um o seu compromisso com a sua fé, resgatando valores e transformando realidade”, disse.

Entre os grandes avanços obtidos com as Santas Missões está o renascimento do trabalho missionário entre jovens, a formação da Pastoral da Comunicação, o início do Terço dos Homens, o fortalecimento dos Grupos Bíblicos, a formação permanente e o resgate da espiritualidade dos fiéis de Lacerdópolis. “Com a conclusão das Santas Missões Capuchinhas iniciam-se as Missões Paroquiais onde todos somos convidados a manter vivo esse espírito de fé que foi resgatado pelos Freis Missionários”, completou.

Coordenador da Equipe Missionária reforça avanços com as Santas Missões

Para Frei João Paulo, coordenador da Equipe Missionária, o objetivo das Santas Missões foi alcançado. “Após 20 anos da realização das últimas  Missões, esse momento vivenciado nos últimos quinze dias promoveu um resgate da fé e fortalecimento da vida em comunidade da nossa Paróquia. Sentimos essa evolução e parabenizamos a todos os envolvidos, em especial ao Padre Marcos, pela dedicação, empenho e determinação na realização deste projeto missionário”, afirmou.

Conforme o Frei Capuchinho, a Missão agora é da comunidade. “Nestes quinze dias realizamos uma etapa do processo de fortalecimento, a partir de agora a Comunidade precisa manter a mesma força para tornar este comunidade cada vez mais um sinal da presença de Deus no seguimento de Jesus Cristo, finalizou.

Fonte: Angelo Junior Radavelli/Pascom 

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.