Servidora do Fórum de Lages é suspeita de desviar R$ 500 mil

O GAECO descobriu que a chefe de cartório do Fórum da Comarca de Lages estava fraudando o sistema do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, prática semelhante a realizada pelo servidor do Fórum de Joaçaba, que foi preso após desviar cerca de R$ 1,3 milhão de reais.

A informação foi repassada durante entrevista coletiva pelos juízes Leandro Passing Mendes, titular da 4ª Vara Cível da Comarca de Lages, e Sandro Fiuza. Os magistrados esclareceram que na semana que passou, o GAECO deu início as investigações a partir de inconsistências verificadas pelo próprio sistema de depósitos judiciais, o SideJud. O objetivo destas investigações era apontar a origem da expedição de alvarás de pagamentos pela servidora chefe de cartório do Fórum, sem que esse procedimento fosse autorizado por determinação judicial.

Ao verificar as irregularidades, o Judiciário recorreu ao Sistema Busines Inteligência, que viabiliza a checagem de dados que levaram a confirmação da expedição de alvarás para os saques. Foram coletados todos os materiais pela equipe técnica, que deu origem a operação deflagrada pelo GAECO, que resultou na identificação, responsabilização e prisão dos envolvidos, que responderão por seus atos nas vias judiciais e administrativas.

O prejuízo causado pela fraude, que vinha ocorrendo desde 2014, é de R$ 526 mil reais. Segundo Leandro Passing Mendes, entre outras medidas tomadas, além das prisões dos envolvidos, está sendo feito o rastreamento de contas e expedido mandados de buscas e apreensões. O prejuízo nas contas será ressarcido pelo TJSC.

Em decorrência das investigações, a servidora foi presa na última sexta-feira (11), além da sua mãe e irmã. Com as futuras investigações do GAECO será esclarecido se os casos de Lages e Joaçaba foram isolados, ou tem alguma ligação entre ambos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.