Sob ameaça de importadores, entidades do Estado tentam conter efeito da Operação Carne Fraca

Dois dias após o estouro da Operação Carne Fraca, que investiga esquema de pagamento de propinas a auditores fiscais agropecuários para liberação de carnes impróprias para o consumo, entidades de Santa Catarina tentam frear o impacto do escândalo nacional nas exportações catarinenses. De acordo com o setor no Estado, importadores acenaram no fim de semana para a possibilidade de suspender contratos no país.
– É bem provável que ocorra cancelamentos de alguns contratos, pois ouvimos comentários dos representantes das empresas compradoras da China cogitando cancelamentos. Mas não há nada oficial – afirmou o diretor-executivo do Sindicato das Indústrias de Carnes e Derivados (Sidicarnes), Ricardo Gouvêa.
Segundo ele, há um esforço para esclarecer a situação. Atualmente, SC é o maior exportador de frango e de carne suína do país. No primeiro bimestre, registrou crescimento de 23% no valor dos embarques ao exterior, o primeiro aumento para o período após dois anos de queda consecutiva.

DC

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.