TCE/SC vai elaborar relatório sobre execução do Orçamento para governador eleito

O Tribunal de Contas de Santa Catarina vai elaborar um relatório para auxiliar o governador eleito Carlos Moisés na tomada de decisões. O estudo, focado tanto na análise da execução orçamentária do Executivo nos últimos anos quanto na estrutura patrimonial, foi sugerido ao futuro titular do Centro Administrativo, durante visita institucional ao TCE/SC. “Nosso objetivo é auxiliar na transparência dos números e na prestação de informações sobre o que já foi analisado”, ressaltou o presidente da Corte, conselheiro Dado Cherem.

Durante a conversa, o conselheiro César Filomeno Fontes lembrou que o TCE/SC possui auditorias em áreas consideradas sensíveis às finanças do Estado, como as que tratam da dívida da Saúde, dos incentivos fiscais e dos recursos aplicados em Educação. “Temos um banco de dados riquíssimo e um corpo técnico altamente qualificado, que podem auxiliar o governador e sua equipe nesta largada da nova gestão”, disse Fontes, autor da ideia do relatório.

O conselheiro Wilson Wan-Dall também reforçou a proposta. “Cada vez mais entendemos que, atuando de forma orientativa, alcançamos melhores resultados, do que apenas de forma punitiva”.

O conselheiro Luiz Roberto Herbst assinalou que o Estado vem considerando há anos os gastos com inativos para fins de atingimento do mínimo constitucional em manutenção e desenvolvimento do ensino. “Nossa função primeira, como órgão de controle externo, é o de fiscalizar, mas não nos furtaremos de auxiliar o novo governo”, comentou.

Os conselheiros José Nei Ascari e Herneus De Nadal, e os conselheiros substitutos Gerson dos Santos Sicca, Cleber Muniz Gavi e Sabrina Nunes Iocken também participaram da reunião. Todos fizeram questão de parabenizar o governador eleito e apresentar sugestões para a nova gestão. Carlos Moisés estava acompanhado da vice-governadora eleita Daniela Reinher e integrantes da equipe de transição.

Luz vermelha acesa

Após as manifestações dos conselheiros, o governador eleito agradeceu o espírito de colaboração e destacou a importância deste tipo de ajuda, haja visto que, segundo ele, a “luz vermelha” das contas já acendeu. “Como bombeiro militar, aprendi que a prevenção sempre é mais eficiente”, disse.

“Neste período em que estamos analisando mais detalhadamente os números, pudemos perceber que o Estado pode ficar impagável”, advertiu. Moisés reafirmou a intenção de dar transparência total à gestão, rever contratos, refazer contas e analisar o pacote dos incentivos fiscais. “Já identificamos pontos onde será possível fazer cortes e adotar um modelo de gestão moderna, porque Santa Catarina merece”, finalizou o governador eleito.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.