Vândalos quebram tapumes colocados para isolar passagem na Ponte Pênsil

Capinzal/Ouro – O desrespeito de populares quanto à interdição da Ponte Pênsil Padre Mathias Michellizza, que liga Capinzal e Ouro, preocupa as autoridades dos dois municípios. Interditada desde o último dia 27 por decisão dos prefeitos Nilvo Dorini e Neri Miqueloto, com anuência de ambas as coordenadoras municipais de Defesa Civil,  Ana Carolina Colombo de Ouro e Elaine de Ávila de Capinzal, além dos secretários de Infraestrutura, a medida visa resguardar a segurança de pedestres que se deslocam entre as cidades.

Desta vez, vândalos quebraram os tapumes, que foram colocados para impedir a passagem pela ponte. A ação, registrada na manhã desta terça-feira (10), gera transtornos para a prefeitura que vai precisar concertar os estragos. Segundo a coordenadora da Defesa Civil de Ouro, engenheira civil Ana Carolina Colombo, a atitude, além de desrespeito é crime.

A Defesa Civil de Ouro já tinha registrado, no dia 2 de julho (sexta-feira), um homem, já na cabeceira do lado de Ouro, pulando a mureta lateral para transpassar o tapume instalado para impedir o acesso. Inicialmente, fitas zebradas foram colocadas para isolar a área e uma placa informando a interdição. Contudo, o isolamento foi arrancado e, por isso, tapumes foram inseridos.

Um projeto é elaborado pela AMMOC (Associação dos Municípios do Meio Oeste Catarinense) para a recuperação da estrutura.  A decisão pela interdição se deu devido aos riscos que as pessoas correm por conta da má conservação da ponte. A interdição é por tempo indeterminado. A Defesa Civil ressalta que, com o decreto de interdição, os dois municípios se isentam de qualquer eventual acidente referente à ponte pênsil.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.