Vereadora de Ibiam tem bens bloqueados por improbidade administrativa

Os bens da vereadora do município de Ibiam, Márcia Aparecida Gomes de Oliveira do (PP), foram bloqueados na sexta-feira (4), pelo Ministério Público da Comarca de Tangará.

Trata-se de Ação Civil Pública em que o Ministério Público de Santa Catarina atribui prática de atos de improbidade administrativa à vereadora Marcia Aparecida Gomes de Oliveira e à empresa MG de Oliveira Serviços LTDA, que teriam causado prejuízos ao município de Ibiam, bem como, violado os princípios norteadores da atividade administrativa, previstos no art. 37, da Constituição Federal.
Segundo a denúncia “Márcia na condição de Presidente da Câmara de Vereadores de Ibiam, em fevereiro de 2017, teria, em conjunto com a empresa requerida, fraudado procedimento de dispensa de licitação para a reforma das cadeiras da Casa Legislativa, uma vez que dos três orçamentos apresentados, dois teriam sido fornecidos por empresas de fachada, providenciados pela pessoa jurídica requerida para garantir a contratação dos seus serviços”.

A denúncia do Ministério do Público argumenta ainda que “após arquivamento de inquérito civil, aberto para análise do caso, novas informações surgiram dando conta de que outras três empresas seriam de fachada, fato que teria sido confirmado in loco pelos vereadores Miguel Felicetti e Jocimar Tesck de Olveira e pelo servidor Daniel Vinicius Ramos, pois constataram que as empresas não existiam e nunca existiram nos locais indicados”.  O gasto com a reforma das cadeiras da Câmara foi de R$ 6 mil.  O boqueio dos bens da vereadora é de até R$ 18.444 mil, segundo decisão da Mônica Fracari.

A reportagem da Cultura fez contato com a vereadora de Ibiam.  Márcia afirma que ainda não foi notificada da decisão e que, irá se manifestar nas próximas horas, pois está participando de um curso em Joinville. (Cultura FM)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.