Vereadores são aplaudidos por indicação que pede redução da carga horária a auxiliares de creches

Capinzal – Foi lida na sessão desta terça-feira (06) a indicação de autoria dos vereadores Bruno Michel Favero (SD) e Gilmar Junior da Silveira (PSD) solicitando à prefeitura que reduza a jornada de trabalho dos professores auxiliares das creches para seis horas ininterruptas. A sessão contou com a presença de um grupo de professoras que atua nas creches da rede municipal de ensino.

Portando cartazes com a inscrição “Queremos seis horas”, as professoras acompanharam atentamente as manifestações e, também, agradeceram aos vereadores pela defesa dos ideais que visa a melhorar a qualidade da educação e do ensino junto aos alunos.

Em sua manifestação o vereador Bruno Michel Favero fez a leitura de algumas das atividades levantadas pelos professores que, segundo a classe, justificam a alteração pleiteada: Cuidar da higiene da criança e facilitar a aquisição destes hábitos de saúde; Estabelecer rotinas de sono adequadas à idade da criança; Colaborar com a equipe multidisciplinar na preparação da alimentação da criança conforme algumas necessidades; Estar atento aos sintomas de alteração de saúde; Prevenir e socorrer a criança nos acidentes ocasionais; Desenvolver atividades que promovam vivências infantis ricas no ponto de vista: sensorial, motor, cognitivo, afetivo e social; Ser modelo de bons hábitos comportamentais e atitudes para a promoção dos mesmos por parte das crianças; Promover jogos, brincadeiras e atividades plásticas, literárias e musicais de interesse para as crianças; E tantas outras atividades que os cursos de formação garantem a esses profissionais.

Favero reiterou que diante de tantos envolvimentos e comprometimentos, o ideal é que essas professoras tenham a jornada de trabalho reduzida para seis horas diárias contínuas para que haja um relacionamento recíproco de total calma, paciência, empatia, bom humor, harmonia, cuidados contínuos e repetitivos entre as partes (professor e criança).

Ele ressalta ainda que, além do trabalho multifacetado de todas as práticas pedagógicas e de necessidade especiais ás faixas etárias das crianças de zero a quatro ou cinco anos de idade, tem-se como testemunho da complexidade no trato com as crianças, os argumentos de mães que se cansam para cuidar de dois ou três filhos, quem dirá então professoras com cerca de 20 crianças num ambiente.

“É um assunto de extrema importância para a nossa cidade. É com muita satisfação que a gente está fazendo essa indicação e vamos batalhar por todas vocês porque tem argumentos de sobra nessa indicação para sensibilizar e mostrar o tamanho do trabalho que as senhoras desenvolvem no nosso município. Não tenho dúvida que essa indicação é primordial para a Educação de Capinzal. Para o bem-estar das senhoras, para o bem-estar das nossas crianças, além de tudo, para o bem-estar da mãe que deixa a criança sob responsabilidade das senhoras e vai trabalhar, isso é futuro, isso é responsabilidade. Este vereador não tem dúvida que nós estamos fazendo uma indicação de suma importância”, reforçou.

O presidente Gilmar Junior da Silveira endossou as palavras de Favero. “Estamos falando de auxiliares de professores da Educação Infantil (creches). A gente sabe a carga horária que vocês exercem, sei que vocês dão o máximo que podem. Então é louvável a atitude de vocês de procurar a nós vereadores e podem ter certeza, que não somente da minha parte, vereador Bruno Michel Favero e os demais vereadores, a gente vai se unir e vamos resolver essa situação que juridicamente é legal e parte também do bom senso. Mais uma vez agradecer a vocês e demonstrar nosso apoio”, finalizou.

Após as manifestações os vereadores foram aplaudidos pelo grupo de professores. A indicação foi aprovada e será encaminhada ao setor responsável da administração municipal.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.