VÍDEO: Policial Militar salva mulher que era atacada por enxame de abelhas

Foto: Reprodução

Camboriú – Uma mulher de 48 anos que estava sendo atacada por um enxame de abelhas, em Camboriú, foi salva graças a ajuda de um policial militar. O caso aconteceu na rua Ricardo Assi, no Centro do município, na sexta-feira, 13, por volta das 15h.

O agente estava em guarnição da Polícia Militar de Camboriú que fazia rondas, até que foram abordados por pessoas que informaram sobre o ataque de abelhas a pedestres, motociclistas e veículos que transitavam pela rua Ricardo Assi.

Ao chegarem no local, foi observado pessoas que manobravam veículos e estavam assustadas com a situação, mas o que chamou a atenção foi uma mulher que se debatia e gritava por socorro desesperadamente, tendo seu corpo coberto por abelhas.

O Policial Militar, mesmo sem portar qualquer equipamento de proteção individual para a situação, saiu da viatura e passou a auxiliar a vítima. Ele usou improvisadamente sua cobertura, um boné e as próprias mãos, a fim de retirar as centenas de abelhas do corpo da vítima.

Ela foi amparada e levada pelo policial até um posto de gasolina localizado na avenida Minas Gerais, mas o enxame perseguiu tanto a mulher quanto o PM.

Os funcionários do posto e os clientes se fecharam dentro da conveniência e no interior dos veículos. Foi então, que o mesmo PM solicitou um extintor de incêndio a um dos funcionários e, utilizando-o, conseguiu reduzir o ataque e conduzir a vítima para o interior da conveniência até a chegada do Corpo de Bombeiros.

Outras viaturas chegaram no local e procederam o isolamento do perímetro. A equipe dos Bombeiros acionou apoio de um apicultor profissional para ajudar no controle da situação.

Segundo o profissional apicultor, com 40 anos de experiência, foi localizado no canto da vegetação, próximo a ponte da rua Ricardo Assi, uma grande colmeia que media aproximadamente 40 centímetros de largura por 80 centímetros de altura, com abelhas africanas.

O ataque foi gerado devido a limpeza que acontecia no local, pois trabalhadores roçavam e, sem perceber, bateram na colmeia, o que provocou a situação.

A vítima foi conduzida até o hospital e, segundo a médica que prestou o atendimento, sofreu mais de 150 picadas, necessitando de repouso e acompanhamento.

O policial foi picado mais de 30 vezes na região da cabeça, tendo sido medicado e passa bem. Após algumas horas a situação foi normalizada e com autorização dos Bombeiros Militares o trânsito foi liberado no local. (Informações O Município)

Assista:

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.