Você pode mudar vidas: Programa de apadrinhamento proporciona alegria para crianças e adolescentes da Casa Lar

O CIALAR que tem por finalidade o atendimento a criança e adolescentes em regime de abrigo com idade de 0 a 18 anos, teve início das suas atividades ainda no ano de 2010. Atualmente abriga 17 crianças e adolescentes e está situado na Rua Emília Barison, 130, Lot. Santa Terezinha, Capinzal – SC, que dispõe de um espaço residencial, proporcionando ambiente acolhedor e familiar aos acolhidos.

O principal objetivo é acolher provisoriamente crianças e adolescentes em situação de risco de ambos os sexos, residentes nos municípios pertencentes à Comarca de Capinzal ora, Capinzal, Ouro, Ipira, Piratuba e Lacerdópolis, com o intuito de lhes proporcionar segurança e proteção, ensinando-lhes princípios e valores voltados à sociabilidade, até o momento de sua reintegração familiar ou de sua inserção em família substituta.

As crianças e adolescentes são retirados de sua família por uma decisão judicial, a qual se refere a um processo contra os pais ou responsáveis por ter negligenciado e ou violado os direitos das crianças e adolescentes, as violências mais registradas são maus tratos, violência física e sexual.

Como ajudar proporcional alegria e afeto a essas crianças e adolescentes

A função mais importante que passa despercebido pela sociedade civil é o programa de apadrinhamento do CIALAR, o qual tem por objetivo oportunizar a população conhecer e proporcionar momentos de lazer, e afetividade aos acolhidos.

O Cadastro

O programa se dá por meio de um cadastro que é realizado pela Instituição, após essa avaliação realiza-se uma visita em prol da aprovarão do cadastro, e então o interessado em realizar o apadrinhamento entra em contato informando o dia e horário que o fará.

O Programa de Apadrinhamento afetivo intitulado “ACOLHENDO O FUTURO” surge da necessidade de proporcionar aos acolhidos CIALAR o convívio social no formato de apadrinhamento afetivo onde as famílias cadastradas terão acesso à criança e/ou adolescente no seu tempo livre, contribuindo na educação e no desenvolvimento biopsicossocial, minimizando as carências afetivas múltiplas, oriundas da quebra sucessiva de vínculos, que culminaram no sentimento de abandono.

A referência a uma pessoa fora do ambiente institucional tem demonstrado, ao longo das experiências, ser uma vivência e convivência enriquecedora para ambos os lados, colocando em cheque os preconceitos sociais de etnia, faixa etária ou saúde que, sem dúvida, permeiam em nossa sociedade.

dsc_2677

Ressalta-se a importância desse trabalho, pois o adolescente ao completar 18 anos, passa a ter sua independência e para isso precisa ter vivenciado momento familiar com disciplina e sentir-se valorizado perante a sociedade.

O CIALAR tem sido reconhecido no estado como um dos abrigos modelos, em virtude do modelo de gestão e da forma de organização, isso se deve a forte parceria entre os municípios da Comarca e a rede Socioassistencial dos municípios.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.