Acusado de matar e jogar corpo da vítima numa fossa é condenado; defesa vai recorrer

Catanduvas – Foi condenado à pena de 19 anos e 10 meses de reclusão o homem acusado de cometer um homicídio no interior de Vargem Bonita e jogar o corpo da vítima numa fossa. O júri foi realizado nesta sexta-feira (22) no fórum da comarca de Catanduvas. O julgamento iniciou por volta das 9h e encerrou por volta das 17h15min com a leitura da sentença.

O réu, Nilso Lopes da Cunha, 53 anos, foi acusado de ter matado Claudecir Fernandes, 45 anos. Cunha recebeu 18 anos de reclusão pelo homicídio com o reconhecimento das duas qualificadoras, motivo fútil e meio cruel, e mais um ano e dez meses pela ocultação de cadáver.

O crime ocorreu na madrugada do dia 3 de outubro de 2015, entre a meia-noite e a uma hora, o réu e a vítima estariam na casa de Cunha localizada na Linha Pingador, interior de Vargem Bonita, ingerindo bebida alcoólica.

Após uma discussão envolvendo uma roçadeira o acusado teria asfixiado a vítima com uma corda de nylon, deixado a vítima jogada no chão da cozinha durante a madrugada toda e, ao amanhecer, jogou o corpo em uma fossa no quintal da residência.

A polícia chegou ao local depois que recebeu denúncia do próprio cunhado do suspeito. O corpo foi localizado somente três dias depois. Nilso Lopes da Cunha foi julgado por homicídio qualificado (motivo fútil, asfixia e recurso que dificultou a defesa da vítima), além de ocultação de cadáver. Fez a defesa do réu a advogada Maria Helena Cerino. O júri foi presidido pelo juiz José Adilson Bittencourt Junior. Na acusação atuou o promotor Flávio Fonseca Hoff. A advogada do réu já adiantou que irá recorrer da sentença. Ele teve o direito de recorrer em liberdade.

1 Comentário

  1. Não acredito que um.bandido desse calibre ainda.vai ficar solto … E olhe a condenação … Não fica mais que três anos na cadeia .. Se ir … A vitima.nao tinha parentes … Irmãos ou coisa parecida que de cabo da.vida desse marginal ?

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.