Atleta do Oeste emociona colegas ao disputar o Jasc enquanto luta contra o câncer

Xanxerê – Débora Cristina Gomes, 24 anos é atleta do voleibol feminino de Pinhalzinho. Como todos os atletas que estão em Xanxerê para brigar por uma vaga à fase estadual dos JASC 2019, veste a camisa e defende seu município.

Mas a história dela não é igual como a da maioria dos atletas. Débora descobriu há 45 dias, em um exame de rotina, que está com câncer de colo de útero neuroendócrino. “Todos os médicos com quem eu consultei falaram que nunca viram este tipo de doença em casos de colo de útero”.

Desde que descobriu a doença, vem fazendo exames para saber em que estágio está. “É complicado descobrir que tem uma doença como essa, é bem difícil isso. Terei que fazer quimioterapia e radioterapia em princípio e depois, se precisar, será feita a retirada do útero”.

Mas quem pensa que ela deixou-se abater pela doença está enganado. Como havia se comprometido com a equipe de Pinhalzinho desde o início do ano a treinar e competir pelo município, brigando por uma vaga à fase estadual dos Jogos Abertos de Santa Catarina, Débora não abriu mão disso. Ela continuou a treinar todos os dias pensando nos JASC. “O voleibol é minha vida, jogo desde os 08 anos de idade. Cresci dentro das quadras, só parando na época da faculdade e não seria agora que eu iria parar”.

Débora diz que procura não pensar muito na doença, que tenta levar a vida da forma mais normal possível. “A gente não deve viver a doença, a gente deve viver a nossa vida. Me desafiei a vir com eles e ficar até hoje, a ajudar minha equipe a conquistar uma vaga à fase estadual, porque amanhã (01) inicia o meu tratamento, então eu não poderei disputar a final com as meninas”.

Pinhalzinho venceu na tarde desta segunda-feira a equipe de Cunha Porã e amanhã briga pelo primeiro lugar na Fase Regional Oeste contra a equipe de Concórdia.

O técnico da equipe, Lucas Tomazi, se emocionou muito ao falar de Débora, dizendo que ela é um exemplo de atleta, de ser humano e de persistência. “Ela abraçou o vôlei como cura para a doença é por isso está tão bem. É uma guerreira, não se escondeu atrás da doença, não se desmotivou, buscando o melhor para a saúde através do vôlei e é por isso que o apoio do grupo é muito importante. Agora ela inicia o tratamento e logo vai estar em quadra jogando de novo e quem sabe no estadual já estará conosco”, finalizou Tomazi.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.