Capinzal pretende transformar extensão urbana da Rede Ferroviária em um espaço lazer e turismo

Capinzal – O projeto busca através de parcerias, principalmente do Governo Federal e Estadual, a utilização da linha férrea para fins turísticos, com ações de recuperação e preservação do meio ambiente. O projeto do Parque Linear de Caçador se tornou modelo e a intenção é que seja implantado em toda a região das associações de municípios do Alto Vale do Rio do Peixe (AMARP) e do Meio Oeste Catarinense (AMMOC).

O espaço da Rede Ferroviária de Capinzal, na área central do município, mais uma vez está sendo utilizado por moradores de rua acampados. Atualmente seis pessoas estão residindo em um barraco de lona montado aos fundos da antiga Estação Ferroviária.

De acordo com o secretário de assistência social, Thiago Casara, está uma pauta recorrente das reuniões por que se trata de um problema de saúde pública tendo em vista que o local por vezes é utilizado para fins de uso de drogas lícitas e ilícitas. Também é um problema de segurança pública já que muitos produtos de furto foram localizados naquela área.

O secretário afirmou que a dificuldade em resolver o problema esta em internar os frequentadores nas clínicas de reabilitação. “Não se tratam de internações compulsórias, a modalidade é de forma voluntária e estes usuários, quando encaminhados para as clínicas, acabam abandonando o tratamento e não há como segurá-los internados”, justificou o secretário.

Uma opção que está sendo trabalhada pela administração municipal é a de transformar este local em um espaço de lazer. Através do projeto “Turismo nos Trilhos do Contestado”, a Conttur busca reativar a ferrovia SP-RS. A ideia é envolver diretamente 15 municípios da região, numa extensão de 372 quilômetros.

O projeto busca através de parcerias, principalmente do Governo Federal e Estadual, a utilização da linha férrea para fins turísticos, com ações de recuperação e preservação do meio ambiente. O projeto do Parque Linear de Caçador se tornou modelo e a intenção é que seja implantado em toda a região das associações de municípios do Alto Vale do Rio do Peixe (AMARP) e do Meio Oeste Catarinense (AMMOC).

Casara afirmou que uma reunião está agendada com a representante da Rumo Logística, que é uma companhia ferroviária e de logística brasileira, com sede em Curitiba-PR. “A Ideia do município e revitalizar toda a extensão urbana da ferrovia, do Cemitério até a Área de Lazer, com construções de ciclovias, pistas de caminhadas, recuperação das áreas degradadas, tornando este um espaço de lazer e turismo”, destacou o secretário.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.