Luzerna terá Parque Tecnológico para fomentar ensino médio técnico nas áreas tecnológicas

Luzerna – O ano de 2019 promete ser um marco para o desenvolvimento tecnológico e de avanço para os setores de educação e inovação em Luzerna. O município já alinhou as parcerias a fim de que seja criado o Parque Tecnológico Municipal. O projeto, audacioso, foi construído após o chamamento de instituições que se dispuseram a colaborar e abraçaram a causa. Conforme o prefeito Moisés Diersmann, é um projeto arrojado de futuro com foco no jovem e adolescente.

“Nós temos uma escola municipal instalada dentro do futuro parque tecnológico, com alunos de séries finais, e a garantia de que o adolescente quando entrar no sexto ano ele estuda na rede municipal até o nono ano e no contraturno escolar faz o ensino tecnológico em parceria com Senai. A partir dali tem a opção de estudar no Instituto Federal ou na escola Padre Nóbrega. Esse é outro avanço, nós vamos construir um projeto inovador para o ano de 2019 em parceria com o governo do Estado”, destaca Diersmann confiante no alinhamento com a gestão de Carlos Moisés da Silva.

O prefeito explica que o projeto tem a intenção de prover um ensino médio técnico nas áreas tecnológicas. “Haja vista o Senai estar muito próximo e nós não precisamos duplicar laboratórios e estrutura de pessoal que hoje está vinculado ao Senai. Então é um projeto que visa a estimular muito forte o ensino para o jovem e aí ele pode desenvolver seus negócios, futuramente, na Incubadora Tecnológica que é uma referência no Estado contando atualmente com 24 empreendimentos estabelecidos”.

Segundo o prefeito, toda essa conexão de parque tecnológico tem por objetivo atrair investimentos nas parcerias que estão sendo buscadas pelo município junto a empresas e associações do ramo de tecnologia de níveis estadual e nacional. “Para que a gente possa criar um ambiente voltado aos negócios na área de inovação”, completa.

Diersmann salienta que foram reunidos vários atores com o grande objetivo de proverem uma visão de futuro para cidade de cada vez mais fomentar inovação e tecnologia como aprendizado para os jovens a fim de formar novos empreendimentos inovadores no município. Ele informa que o próximo passo do parque tecnológico é reunir equipe técnica para prover a urbanização e fazer a legislação própria de toda a área, a fim de que seja elaborado um projeto de lei e enviado à Câmara de Vereadores para ser inserido no Plano Diretor.

“No primeiro semestre de 2019 queremos ter tudo pronto, todos os aspectos legais concluídos para que o parte tecnológico entre em operação a partir do segundo semestre de 2019. Não é um projeto de sonho, já é realidade, uma vez que temos várias instituições como IFC, Senai, Escola Municipal, Escola Estadual, o Hospital São Roque, já que o atualmente existem empresas que estão na incubadora tecnológica prestando serviços para o hospital”, comemora.

SAIBA MAIS

Instituições:

Senai – Cursos de qualificação, aprendizagem e técnico
IFC – Instituto Federal Catarinense – Ensino Médio técnico e de graduação
Escola de Educação Básica Padre Nóbrega – Ensino Fundamental 2 e Médio
Escola Municipal São Francisco – Ensino Fundamental 2, do 6º ao 9º ano
Parque Esportivo e Recreativo Municipal
ITL – Incubadora Tecnológica Municipal de Luzerna
Museu Frei Miguel e Museu dos Padres
Hospital São Roque
Sede do Parque – Serviços administrativos, Coworking, auditório, salas de reuniões, oficinas, laboratórios, restaurante, FabLab, etc.

Área de Investimentos e Concessões:

AI 01 – 20 mil m² Loteamento Empresarial Tecnológico
AI 02 – 2,8 mil m² construído + terreno 10 mil m²
AI 03 – Exploração de atividades aquáticas
AI 04 – Área urbana de apoio estudantil

Assessoria de Comunicação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.