Policial, natural de Videira, obtém certificação para atuar com cão em buscas

Videira – O videirense Gustavo Piloneto, que atuou em várias atividades no município, não escondia de nenhuma pessoa que o seu maior sonho, era fazer parte das fileiras da Policia Militar Catarinense, alcançando este posto com muito sacrifício e lutas.

Hoje ostentando o nome de guerra, Soldado Piloneto, ele fala do seu trabalho com muito orgulho e honra. De acordo com as informações obtidas, o jovem soldado da Policia Militar que sempre gostou de animais, logo após a sua formação, migrou para a área de K9, onde os policiais tem a possibilidade de desenvolver trabalhos com cães, que são de extrema importância no serviço de buscas a desaparecidos ou até mesmo em ocorrências que envolvam a possível existência de entorpecentes, onde o cão treinado, com faro aguçado e brincando, consegue localizar a droga com facilidade.

O soldado Piloneto, está comemorando a certificação de primeiro nível da cachorra que leva o nome de Danka, que hoje está no Canil setorial de Lages, estando apta para atuar em ocorrências de buscas de pessoas em diversos tipos de ocorrências. A certificação aconteceu nos dias 25, 26 e 28 do mês de abril em um seminário de certificação de cão funcional, realizado pelo Centro de Treinamento Vale da Neblina de Farroupilha Rio Grande do Sul.

Durante as provas exaustivas que foram simuladas em ocorrências muito parecidas com as reais, o binômio soldado Piloneto, e a cachorra Danka, conseguiram um resultado de excelência, portanto comprovando a capacidade de comandos por parte do policial e os resultado alcançados pelo animal nas atividades de buscas ou salvamento, com excelência.

São três níveis testados, estando de acordo com a idade do cão que hoje no comando do Soldado Piloneto em Lages, possui 8 meses e sem dúvida, será mais um binômio a entrar para a história com grandes buscas e salvamentos em ocorrências futuras. (Informações Genauro Stefanski)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.